No primeiro mês de 2019, Lages será novamente o centro das atenções em nível nacional no esporte. Nos dias 26 e 27 de janeiro, a Copa Brasil de Voleibol Masculino irá trazer alguns dos maiores nomes da constelação de estrelas na atualidade. Os jogos das finais serão realizados no Ginásio Municipal Jones Minosso com as quatro melhores equipes classificadas. A Seleção Brasileira é a atual campeão olímpica. A prefeitura de Lages oferecerá o local como suporte, além de logística. A organização do evento está buscando parcerias locais e patrocínios.

Em encontro no dia 20 de setembro, no gabinete do prefeito Antonio Ceron, junto ao vice Juliano Polese, superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nilson Cruz, e membros da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e da Federação Catarinense de Voleibol (FCV), pontos foram discutidos, como a movimentação econômica a ser gerada na cidade em função de um evento esportivo do porte de uma competição na qual brilham nomes da Seleção Brasileira e personalidades estrangeiras de carreira nacional. Os reflexos serão vistos na rede hoteleira, bares, lanchonetes, restaurantes, churrascarias, pizzarias, fast-food, lojas, shopping, táxis e transporte alternativo, além dos pontos turísticos a serem visitados. Detalhes, a exemplo de equipes na disputa das finais e comercialização de ingressos (valores e pontos de venda), serão posteriormente definidos, pois dependem de resultados de jogos.

Os elencos ainda não foram divulgados, pois os times estão com seus atletas nas disputas da Seleção Brasileira. Quando a temporada da Seleção estiver finalizada é que os times serão anunciados. Entretanto, certamente haverá jogadores da Seleção em Lages, que estavam jogando o Campeonato Mundial até este domingo (30 de setembro), no qual o Brasil foi vice-campeão, com a Polônia no lugar mais alto do pódio.

Conforme a CBV, em sua quinta final consecutiva de Campeonato Mundial, a Seleção Brasileira Masculina de Vôlei foi vice-campeã. Em Turim, na Itália, onde aconteceu toda a fase final, o Brasil foi superado pela Polônia por três sets a sero (26/28, 20/25 e 23/25) e encerrou a competição com a medalha de prata após a campanha de dez vitórias em 12 jogos.

Quem também esteve presente neste encontro foi Régia Fávero, da Associação de Voleibol Feminino de Lages (Avifel).

Quem vem?

Astros da Seleção, como Lipe, Douglas Souza e Maurício Souza estarão na quadra do Jones Minosso, pois jogam nestas equipes que provavelmente estarão em Lages, bem como técnicos renomados, a exemplo de Rubinho, do Sesi-SP, assistente de Bernardinho durante toda a sua jornada na Seleção adulta masculina; o argentino Marcelo Mendez, seis vezes campeão pelo Sada Cruzeiro, uma referência atual no adulto; o também treinador argentino Daniel Castellani, pela equipe do Vôlei Taubaté, e Giovane Gávio, do Sesc/RJ.

Cada equipe terá um ou dois estrangeiros. Entre eles, o ponteiro norte-americano Taylor Sander é do Cruzeiro, medalhista de bronze nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, estava no Civitanova, atual campeão italiano e mundial, e o central Kevin Le Roux, vice-campeão pela França da última Liga das Nações. “A Copa em Lages é fruto do esforço e interesse em estimular a circulação de torcedores lageanos, visitantes e turistas na cidade. É um privilégio e uma honra, e o Município vai colaborar no que pode e já de antemão convidamos a todos a participarem desta conquista e para vibrar com as jogadas mais técnicas e criativas vistas dentro de quadra, dos ídolos que ajudam a escrever novas páginas na história do vôlei”, reitera o prefeito, enquanto o vice Juliano destaca: “A administração municipal tem cuidado das crianças e adolescentes com nossas escolinhas com apoio da Fundação Municipal e Esportes e através do Lages Leãozinho. Saliento o trabalho também da Associação de Voleibol Feminino de Lages (Avofel) na viabilização. Nós nos empenhamos para trazer a competição para cá. Lages concorreu com outras cinco cidades. Agora estamos na expectativa com a Copa e que sejam todos bem-vindos.”

Nilson Cruz, da FME, argumenta que, “300 crianças e adolescentes usufruem da escolinha de vôlei masculino e feminino no município. É uma vitória termos a Copa aqui na cidade Hoje são oito equipes, em janeiro as quatro melhores farão seus espetáculos no Jones Minosso.”

Fotos reunião: Greik Pacheco - Foto Seleção Brasileira: GettyImage/FIVB