A chegada do mês de outubro simboliza, internacionalmente, a busca da conscientização de toda a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Em Lages, a campanha do Outubro Rosa neste ano terá uma programação diversa e com ações de conhecimento e de sensibilização sobre a saúde da mulher.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo. No Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Esse tipo de câncer também é o primeiro mais frequente nas mulheres da região sul. Os altos índices reforçam a necessidade de orientar as mulheres sobre a doença e a importância da prevenção.

Em Lages, as mulheres podem contar com os serviços da Rede de Atenção Básica, da Secretaria de Saúde. A primeira consulta é feita com o médico, na Unidade Básica de Saúde. Se houver alguma indicação que necessite ser investigada a paciente é encaminhada ao mastologista do Centro de Estudos e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm). De acordo com a queixa e faixa etária, o mastologista poderá requerer um exame complementar.

“O único exame que faz o diagnóstico precoce e reduz a mortalidade do câncer é a mamografia”, afirma o médico mastologista do Ceasm, Fernando Vequi Martins.  Ainda segundo ele, todos os médicos que atuam nas Unidades de Saúde realizam permanentes capacitações, que visam não apenas refinar o encaminhamento ao Ceasm, como também detectar o câncer precocemente em suas pacientes. “A medida se mostra muito eficaz para garantir que as mulheres que precisem do atendimento tenham acesso a ele cedo e de maneira mais ágil” explica o médico.

Até outubro deste ano 366 pacientes foram examinadas no Ceasm, destas, 14 foram diagnosticadas com o câncer e conduzidas ao UNACON – Unidade de Alta Complexidade em Oncologia do Hospital Tereza Ramos. O Ceasm também disponibiliza sessões com uma psicóloga para o acolhimento e suporte das pacientes. Entretanto, a falta de sintomas e o medo sentido por muitas mulheres de realizar os exames e procurar se prevenir preocupa os profissionais. “O câncer de mama que tem uma curabilidade alta, entretanto para isso ser atingido precisamos fazer o diagnóstico precoce. Que as pacientes não tenham medo e procurem as Unidades de Saúde e periodicamente passem pelo exame clínico das mamas” Ele acrescenta ainda que “a prevenção tem justamente o objetivo de descobrir o câncer de mama em mulheres ainda sem sintomas, pois quando ele se manifesta, já pode estar num estado avançado”, conclui.

Quem deve realizar o exame

 

A Secretaria de Saúde de Lages segue o que preconiza a Sociedade Brasileira de Mastologia: todas as mulheres devem começar a realizar anualmente a mamografia aos 40 anos.

Assess. de Imprensa da PML