Mais da metade dos 513 deputados federais que vão assumir mandato a partir de 01 de janeiro de 2019 são novos na Câmara Federal. Assim como aconteceu em quase todas as Assembleias Legislativas, a renovação foi espetacular (em SC, dos 40 deputados estaduais, 22 dos próximos serão novos). 

O PT, do candidato Fernando Hadad, que ficou em 2º lugar na corrida  Presidencial, com 29,3% dos votos válidos, continuará tendo a  maior bancada (mesmo tendo perdido 5 vagas). Já o PSL, de Bolsonaro, que em 2014 havia elegido apenas 1 deputado, será a 2ª maior bancada, com 52 deputados. O PSDB, que era a 3ª maior bancada (tinha 49 deputados) agora terá apenas 29 (perdeu 20 vagas). No próximo ano, serão 30 diferentes partidos com representação na Câmara (atualmente são 25 partidos). 

Veja como ficaram as bancadas, por partido:

1) PT - Tinha 61 deputados federais - Vai ficar com 56 a partir de 2019 (perdeu 5 vagas- entre elas, de um catarinense);

2) PSL (partido do Bolsonaro) - Elegeu 52 para o  próximo mandato

3) PP - Tinha 50 deputados - Terá 37 - (perdeu 13 vagas) 

4) MDB - Tinha 51 deputados (era a 2ª maior bancada) - Terá 34 (perdeu 12 vagas) 

5) PSD - Tinha 37 deputados - Terá 34 

6) PR - Tinha 26 deputados - Terá 33 

7) PSB - Tinha 26 deputados - Terá 32 

8) PRB  - Tinha 21  deputados - Terá 30 

9) PSDB - Tinha 49 deputados (era a 3ª maior  bancada) - Terá apenas 29 (perdeu 20 deputados) 

10) DEM - Tinha 43 deputados - Terá 29 

11) PDT - Tinha 19 deputados - Terá 28  (ganhou 9 vagas) 

12) SD - Tinha 10 deputados - Terá 13 

13) Podemos - Tinha 17 deputados - Terá 11 

14) PTB - Tinha 16 deputados - Terá 10 

15) PSOL - Tinha 6 deputados - Terá 10 

16) PPS - Tinha 8 deputados - Continuará com 8  (entre eles, Carmen Zanotto, de Lages). 

Fonte: Folha de São Paulo