O governador de Santa Catarina,  Eduardo Pinho Moreira, acompanhado da secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, anunciou, na tarde desta segunda-feira, 15, que o governo fará a segunda chamada para mais mil professores aprovados em concurso público para a rede estadual de ensino. No ato, em Florianópolis, também foram homenageados, com uma menção honrosa, três docentes que representaram os quase 70 mil professores, entre ativos e inativos, no Dia do Professor.

“São mais mil professores que entram de forma definitiva para a rede pública estadual. Fizemos todos os cálculos para não haver dificuldades de comprometimento da folha em relação à receita do Estado para o próximo governador”, disse Eduardo Pinho Moreira, ao parabenizar e reconhecer o trabalho de todos os professores na árdua tarefa de educar e formar cidadãos.

A segunda chamada dos professores é referente a um concurso público realizado em 2017, que já efetivou mil profissionais entre docentes e assistentes de educação. Todas as novas vagas serão destinadas ao Ensino Médio, que atualmente atende aproximadamente 196 mil estudantes em Santa Catarina. O cronograma prevê que, em novembro, o governo fará um levantamento para organizar a distribuição dos docentes pelas escolas. A chamada em si ocorrerá em dezembro, por meio de edital específico. A posse, por sua vez, está programada para ocorrer em 1º de fevereiro de 2019. O ano letivo começa no dia 4 do mesmo mês para os professores e 11 para os alunos.

O governador também ressaltou que a contratação não terá repercussão significativa na folha de pagamento, uma vez que o número de professores efetivos a serem nomeados é diretamente proporcional ao número de profissionais admitidos em caráter temporário/ACT com contratos não renovados.

A secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, destacou que o reconhecimento do magistério também se reflete no aspecto financeiro. “Aproveitamos para ratificar o aumento de 10% para a remuneração de todo o quadro do Magistério Estadual. Foi concedido em maio 5% e os outros 5% serão reajustados agora em novembro, em uma clara política de valorização dos profissionais da Educação em Santa Catarina”, disse.

Os homenageados

1 -  Cristiane Dias - professora na Escola de Educação Básica Maria José Hulse Peixoto, em Criciúma – recebeu o Prêmio Educador Nota 10, concedido pela Fundação Victor Civita. O projeto da professora consiste no uso da língua inglesa como uma forma de combater o preconceito com imigrantes e também para mostrar os benefícios de uma sociedade culturalmente diversa.

2 - José Wanderley Araújo da Rosa - leciona na EEB Dr. Otto Feuerschuette, no município de Capivari de Baixo. O projeto do professor foca no uso da política como uma arma de desenvolvimento da sociedade. Seus alunos identificaram problemas da cidade e elaboraram projetos que foram entregues à Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo.

3 - Márcia de Souza - professora na EEB Professor João Widemann, em Blumenau. O projeto “Contos Blumenauenses” utiliza a interdisciplinaridade ao fazer com que os estudantes utilizem conhecimentos gerais sobre a cidade para a elaboração dos textos, que foram publicados em um livro.

Márcia e Wanderley receberam o Prêmio Professores do Brasil – etapa estadual, concedido pelo Ministério da Educação.

Assessoria de Comunicação - Eduardo Pinho Moreira