A Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Hermínio Pinheiro Junior, do bairro Triângulo, e a Emeb Nossa Senhora da Penha, do bairro São Miguel, foram contempladas com um espetáculo divertido sobre um assunto importante: o aquecimento global. A peça “A Ursa Rosa em Projeto Iceberg – Entendendo as Mudanças Climáticas” circula pelo estado de Santa Catarina abordando os riscos para o planeta decorrentes das alterações na natureza, e passou por Lages nesta terça-feira (16 de outubro).

Alunos de escolas públicas de 31 cidades vizinhas das usinas hidrelétricas administradas pela CTG Brasil irão assistir ao espetáculo. Com uma abordagem leve e didática, a peça faz parte do projeto “Diverte Teatro Viajante”, que tem patrocínio da CTG Brasil, via Lei Rouanet, e realização da Ciência Divertida Brasil – empresa líder em atividades teatrais interativas para público de 4 a 17 anos. No ano passado, também sob o patrocínio da empresa, o espetáculo circulou em 40 municípios paulistas e paranaenses na região das hidrelétricas do Rio Paranapanema, alcançando cerca de oito mil crianças.

De acordo com a diretora de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da CTG Brasil, Salete da Hora, a companhia participa da vida dos municípios vizinhos aos seus empreendimentos também por meio dos projetos culturais, esportivos, sociais e de educação ambiental que apoia visando contribuir com o desenvolvimento local. “Essa proximidade com as comunidades é muito importante para nós”, ressalta.

Outras cidades da Serra Catarinense, como São José do Cerrito, Anita Garibaldi, Abdon Batista, Cerro Negro, Vargem e Campo Belo do Sul também receberão a peça.

Espetáculo interativo

Ursa Rosa, que mora no Polo Norte, pede socorro ao ver o gelo derretendo e o nível do mar, subindo. Cientistas recebem a mensagem e convidam a plateia a pensar sobre as mudanças climáticas que afetam a Terra e colocam em risco a vida da ursa e de todos os seres vivos.

Com uma linguagem simples, muita interação com o público e experiências científicas no palco, a peça sobre as mudanças climáticas torna o assunto acessível e interessante. “O Projeto Iceberg foca em entreter e ensinar o público infanto-juvenil, integrando a plateia na atuação e nas vivências do espetáculo”, diz diretor da Ciência Divertida, Júlio Martinez. “Os alunos entendem a importância de discutir o aquecimento global, conseguem compreender o tema de maneira mais clara, participam e refletem sobre aquilo”, complementa.

Sobre o Diverte Teatro Viajante

A partir de sua primeira edição em 2014, o projeto consiste em levar o teatro para espaços alternativos como escolas, praças públicas, locais privados de acesso público, entre outros, tornando-os culturalmente aproveitáveis, desenvolvendo programas integrados que permitam o contato, a interação e a participação das crianças com representações ativas através do teatro infantil. Os assuntos abordados no projeto fazem parte do dia a dia destes jovens, mas muitas vezes não são abordados com frequência. O projeto teatral tem a função de integrar, socializar ideias e acima de tudo desenvolver sua aprendizagem de uma maneira lúdica. Desenvolve também a parte indutiva e racional através da expressão de suas emoções, leva também ao conhecimento de si mesmo e do mundo que o cerca.

Conheça mais em www.diverteteatroviajante.com.br e www.cienciadivertida.com.br

Fotos: Divulgação - Texto: Ascom/PML