A Semana Global do Empreendedorismo (SGE) 2018, maior celebração mundial voltada para esta temática tem como mensagem principal:  “Empreendedorismo Jovem: A Hora é Agora”. Em Lages, a programação organizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) conta com feiras do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), seminário Empretec, sessão de negócios e palestra.  

Nos últimos três anos, apenas no Brasil, mais de 2,5 milhões de pessoas participaram de 10 mil atividades da Semana Global do Empreendedorismo, o que torna o país o principal incentivador da modalidade em todo o mundo, rendendo sete premiações internacionais.

Evento realizado em 36 países, o Empretec usa metodologia da Organização das Nações Unidas (ONU). Neste ano, o Sebrae capacita a segunda turma em Lages. O grupo formado em sua maioria por jovens está em busca de desenvolver características de comportamento empreendedor. “Eles querem se autodescobrir como empreendedores, avaliar o que já desenvolveram e o que ainda podem criar para ter melhores resultados em seus negócios”, destaca o facilitador líder do Empretec, Mauro Abreu de Camargo.

O Sebrae também incentiva crianças e adolescentes com atividades que educam para empreender. Numa parceria com a prefeitura de Lages, cerca de 3 mil alunos da rede municipal de ensino participam do JEPP. De quinta (8) a sábado (10), feiras de encerramento serão realizadas nas escolas de educação básica Fausta Rath, Juscelino Kubitschek de Oliveira e Manoel Thiago de Castro.

Para o coordenador regional do Sebrae, Altenir Agostini, o público jovem tem grande poder de transformar  transforme ideias em iniciativas de sucesso. “Os jovens estão fazendo importantes mudanças nas formas de empreender. O mundo dos negócios tem muito a aprender com eles. Naturalmente compartilham informações e queremos potencializar esta troca, sempre rica e produtiva”.

A programação da Semana Global Empreendedora teve uma sessão de negócios em Curitibanos e apoiou a Noite do Jovem Empreendedor de Otacílio Costa.

Perfil do jovem empreendedor brasileiro

Ainda de acordo com a pesquisa, os empresários mais jovens são os que mais realizaram algum curso de empreendedorismo antes de abrirem o negócio e, do mesmo modo, eles são os que fizeram mais cursos após iniciar sua vida empreendedora. 33% dos empresários até 24 anos fizeram alguma capacitação antes de empreender. Entre os donos de pequenos negócios com idade entre 25 e 34 anos, 32% se capacitaram antes de abrir a empresa. Já para aqueles com mais de 35 anos, 24% buscaram qualificação prévia.

Outro dado importante revelado pelo levantamento do Sebrae é que os jovens empresários tendem a ser mais inovadores. Para 16% dos donos de negócios com até 24 anos as tecnologias, recursos e ferramentas disponibilizadas pelas suas empresas surgiram a menos de 1 ano. Esse percentual é bem maior que o verificado nos empresários com idade de 25 a 34 anos (9%), bem como dos empreendedores com mais de 35 anos (8%).

Quanto maior o porte da empresa, maior a proporção dos empresários que cogitaram iniciar o negócio mais cedo. No grupo das Empresas de Pequeno Porte (EPP), 42% dos empresários cogitaram empreender antes dos 18 anos (este resultado foi 51% maior que entre os MEI, onde apenas 28% cogitaram empreender antes dos 18 anos). Importante também destacar que, sob diferentes aspectos, esse despertar para o empreendedorismo é ainda maior para aqueles empreendedores mais escolarizados.

Texto e fotos: Catarinas Comunicação