O deputado estadual Dirceu Dresch (PT) ocupou a tribuna do legislativo nesta terça-feira, 13/11,  para cobrar do Governo do Estado a retomada das obras de asfaltamento da  rodovia estadual SC-390, trecho de 25 quilômetros entre os municípios de Anita Garibaldi e Celso Ramos, na Serra catarinense.  Esta semana, agricultores e moradores da região realizaram protesto no local, fechando parcialmente a rodovia para denunciar o descaso do governo.

 

Orçada em  cerca de R$ 38 milhões, a obra iniciou em fevereiro de 2017, mas está parada há meses devido à falta de pagamento à empresa Planaterra, que venceu a licitação. Nem a manutenção da estrada está sendo feita, deixando a rodovia em péssimas condições de tráfego, com muita lama e buracos oferecendo riscos para quem trafega.

 

 “Essa é um obra prometida há muitas eleições. Depois de muita pressão, a obra iniciou durante o governo Raimundo Colombo, mas nenhum trecho recebeu asfalto, está ainda na fase de abertura e alargamento da estrada, que é de chão batido. É revoltante a situação. As pessoas estão se mobilizando e nós estamos cobrando do governo. A paralisação das obras traz sérios prejuízos à população e aos cofres públicos, já que devido ao abandono  muita coisa está se deteriorando e terá de ser refeita”, descreveu Dresch. Além da denúncia da situação na tribuna, o deputado também apresentou moção solicitando explicações do Deinfra.

 

Infraestrutura ameaçada pela má gestão

Conforme Dresch, a situação de abandono da obra da SC-390 não é um caso isolado. Ele afirma que em todas as regiões houve o abandono das rodovias estaduais e isso é um reflexo da má gestão do Estado nos últimos governos, que resultou em uma grave crise financeira. "Para o orçamento do ano que vem o governo já prevê um déficit de R$ 2 bilhões de reais. Este ano o governador  já admite que vai deixar R$ 700 milhões em dívida com fornecedores.  É lamentável essa situação em Santa Catarina, com obras abandonadas, com infraestrutura precária, com problemas em todas a áreas e o Estado endividado."

 

Assessoria de Imprensa do deputado Dirceu Dresch 

 

COMENTÁRIO DO BLOG: Lendo esta matéria, nos perguntamos: onde andará o deputado lageano e serrano Gabriel Ribeiro que não é capaz de fazer esse tipo de cobrança ao Governo do MDB? Afinal, não estiveram juntos neste Governo que ora finda? E Gabriel não teria obrigação de defender e lutar pelos interesses da Serra Catarinense? Será que já abandonou a Alesc?