Na área de microfinanças há dez anos, Márcio Cesar Rossini assume a presidência da Associação das Instituições de Microcrédito e Microfinanças da Região Sul do Brasil (Amcred-Sul). Ele ficará à frente dos trabalhos até março de 2020. A eleição pelo Conselho de Administração foi realizada nesta segunda-feira (26), durante o IV Encontro do Programa de Microfinanças da Região Sul do Brasil, em Lages, na Serra Catarinense. Em dois dias de programação,  houve painéis, palestra e entrega do Prêmio Talentos do Programa de Microfinanças Região Sul do Brasil 2018 para agentes de crédito e empreendedores de destaque.

Formado em Gestão Financeira e especialista em Gestão de Seguros, o novo presidente almeja continuar os projetos elaborados em parceria com os associados da Amcred Sul. “Queremos inovar para fazer a associação mais forte e com maior representatividade”, destaca Márcio como sendo sua principal meta. Atualmente, ele preside a Agência de Microcrédito Crecerto, de Concórdia. Ao seu lado, como vice-presidente, estará Edilson Vilvert, da Blusol, de Blumenau. “Estamos crescendo. Para continuar nesse ritmo, buscaremos estar cada vez mais unidos, com harmonia transparência nas ações para trazer um número maior de instituições ligadas à associação”, frisa Edilson.

A programação do encontro possibilitou aos participantes conhecer um pouco mais sobre taxas de sobrevivência e sucesso das microempresas informais e formais e cenário de crédito e cobrança. O professor Diego Marconatto, sócio fundador da ABC Negócios e autor do livro o Livro do Lucro, foi quem tratou da nova metodologia de avaliação de clientes e de apoio ao microempreendedor.  O gerente de produtos e serviços da FCDL, Valdemir Manoel da Silva, falou de crédito e cobrança, cenário e práticas.

O tema gestão de pessoas como diferencial competitivo foi abordado pela diretora administrativa socioambienta do Instituto Nordeste Cidadania (Inec), Helda Kelly dos Santos Pereira Lima. A Oscip é parceira do Banco do Nordeste na operacionalização dos programas de microfinanças Crediamigo e Agroamigo, o primeiro para agricultores familiares da América do Sul.

 

O Inec conta com mais de sete mil colaboradores em todos os estados do nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo e realiza ações socioambientais em quatro eixos: educação e cultura, geração de emprego e renda, desenvolvimento comunitário e microfinança. Helda contou algumas experiências do instituto, em especial da gestão de pessoas. Ela reforça que é precisa enxergar a área de forma amplificada. “A relação empresa versus funcionário precisa ser de ganha-ganha. Uma pessoa feliz no ambiente de trabalho produz mais e traz retornos para o empreendimento”, destaca.

Texto: Catarinas Comunicação - Fotos: Nilton Wolff