Prestes a completar 60 anos, agora em 2019, a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), está em pleno processo para atingir o auge de sua recuperação financeira, credibilidade e prestígio junto da comunidade serrana. Uma das provas disso foi o vestibular realizado recentemente, onde quase dois mil jovens foram inscritos, e o curso de Direito obteve uma das maiores concorrências dos últimos anos, foram 4,7 candidatos por vaga.

Diante deste quadro positivo, o diretor executivo da Fundação Uniplac, Carlos Eduardo de Liz, apresentou aos diretores da Associação Empresarial de Lages (Acil), e para a diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Lages), a evolução da universidade desde que assumiu o cargo em 2016.

Segundo o diretor executivo, diversas medidas foram tomadas para sanear financeiramente a Uniplac, entre elas a redução de 30,56% do quadro de funcionários. “Em 2016 o quadro total era de 975 funcionários, mas apenas 750 estavam ativos. Hoje, esse número caiu para 677, sendo 581 funcionários ativos.  Com isso houve uma redução de pouco mais de R$ 1,5 milhão na folha de pagamento”, conta. Outra medida tomada por ele, dando continuidade as tratativas dos interventores anteriores Arnaldo Moraes e Walter Manfrói, foi a negociação dos pagamentos e dívidas.

Nesse período também foram realizados investimentos na infraestrutura e acessibilidade da Uniplac. “Mas ainda estamos em obras”, diz, referindo-se a construção do Ginásio de Esportes com previsão de inauguração para julho de 2019. “Temos ainda o asfalto e urbanização do estacionamento. A aquisição de um novo modelo de Grupo Gerador. A reforma e adequação do bloco I, que está sendo preparado e ajustado para EAD, Pós-Graduação, Mestrado e Internacionalização. E a construção da casa do atleta”, conclui.

Sobre o Grupo Gerador, o diretor explica existir um grande projeto de sustentabilidade a ser colocado em prática. “Transformaremos nosso grupo gerador em gás natural e implantação do sistema de  captação de energia solar, e temos a meta de chegar a zero nossa conta de luz”, afirma.

A Casa do Atleta já é uma realidade consolidada, através da parceira com a Prefeitura Municipal de Lages. “O espaço receberá atletas para competições, como também hospedará atletas que participam dos times da nossa região de Lages. Inclusive visando eventos culturais. Já estamos em negociação com o MTG, para que o Fecart 2019, seja realizado na Uniplac”, conta.

Outra notícia vinda da Fundação Uniplac, mantenedora da Universidade do Planalto Catarinense, foi a eleição para novo presidente. “No início de novembro Antônio Carlos Floriani tomou posse do cargo, indicado pelo ex-presidente, Marco Aurélio de Liz Marian, e aprovado pelos demais conselheiros da Fundação”, informa Carlos Eduardo.

Uma grande novidade é que a Uniplac está se internacionalizando. Convênios já foram firmados com a Universidade de Aveiro em Portugal, Must University e University of Central Florida dos Estados Unidos e a Pontifícia Universidade Católica do Equador. “Através deste convênio os acadêmicos da Uniplac poderão realizar algumas etapas do curso em uma destas universidades e terão seus diplomas validados internacionalmente, conforme o país escolhido”, afirma. “O mais importante, é a internacionalização dessas pessoas. Esses acadêmicos serão cidadãos do mundo”, ressalta ele.

Para 2019 o objetivo é consolidar a presencialidade dos alunos na quantidade que a estrutura da Universidade comporta. “Além disso, consolidar a pesquisa e a extensão, os cursos de pós-graduação com esses convênios internacionais, com a possibilidade de que o aluno frequente metade das aulas no Brasil e metade na universidade escolhida na Europa, nos Estados Unidos ou em países da América Latina. Sobretudo a continuidade da reestruturação com base na cultura, no esporte e no lazer dentro da nossa instituição. Esta é a verdadeira consolidação”, conclui.

Texto: Débora Bombílio/ Central de Notícias Uniplac (CNU) - Fotos: Divulgação