O maior campeonato amador da Serra Catarinense e um dos maiores do Sul do país, resplandeceu seus atletas na noite desta terça-feira (11 de dezembro), em clima de festa no Clube Caça e Tiro 1º de Julho em celebração aos Jogos Comunitários de Lages (Jocol). Prestigiada por autoridades, como o vice-prefeito Juliano Polese e o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nilson Cruz, além de membros do Conselho Municipal de Desporto e do Tribunal de Justiça Desportiva, atletas, veículos de comunicação e amantes do esporte e das atividades físicas em favor da saúde, a solenidade tornou nobre o reconhecimento ao empenho e dedicação para que a chama dos Jogos nunca se enfraqueça ou se apague, pelo contrário, aumente a cada edição.

Numa noite de emoção, foram entregues o troféu de campeão geral Zélia Líbera Picinini; troféu de vice-campeão Luis Tadeu de Carvalho (in memoriam), e o troféu 3º lugar Hélio Leonor Kock. Estas três personalidades foram justamente homenageadas pelos seus feitos e incentivo ao esporte de Lages. O campeão geral dos Jocol 2018 foi o A.D. Vila Comboni, com 193 pontos; Vila Mariza “B” no 2º lugar, com 173 pontos,e  Ouro Verde F.C., em 3º lugar no geral, com 141 pontos.

Houve ainda a premiação das equipes da Divisão Especial e da 1ª Divisão como artilheiros, defesa menos vazadas e Fair Play: A artilheiro da Divisão Especial do futebol foi José Isaías Varela de Oliveira (E.C. Ajax), com 12 gols em dez jogos. O goleiro Alysson Cimas da Silva, do Atlético Honolulu, faturou o prêmio de defesa menos vazada, com nove gols em 12 jogos, e o Fair Play com a equipe do LDU, com 915 pontos.

No futebol da 1ª Divisão, o artilheiro foi Fábio Rodrigues de Andrade, do Vila Mariza “B”, com 13 gols em 13 partidas. O goleiro Thiago Rafael Couto, do Vila Mariza “B” foi o defesa menos vazada, sendo oito gols em 13 jogos, e o Fair Play para o Vila Mariza “B”, com 815 pontos.

O patrocinador dos Jocol, Supermercados Myatã, entregou premiações especiais aos destaques de 2018 - campeão e vice da 1ª Divisão, campeão e vice da Divisão Especial, craque dos Jocol, melhor treinador, atleta revelação, melhor árbitro, melhor auxiliar 1 e melhor auxiliar 2. “Nós que acompanhamos o esporte do município desde adolescente sabe o sabor da vitória e dos valores exercitados em uma disputa entre amigos e companheiros. O Jocol reúne todas estas qualidades: interação, amizade, divertimento, encontro, alegrias no placar favorável e lições quando há derrota. Depende de preparo, treinos, paciência, espírito de coletividade. Todo brasileiro leva bem a sério. A festa de encerramento é uma marca registrada da disputa que dura praticamente o ano inteiro. É o momento de confraternizar”, salienta o vice-prefeito Juliano Polese.

O superintendente Nilson Cruz respalda ser o Jocol uma grande chance de os participantes galgarem os primeiros passos numa carreira. “E fazer o que gosta, pois tudo que se faz com prazer não vira obrigação. Um troféu guarda uma história de suor, superação, sentimento de equipe. Estes são os princípios que o esporte registra aos seus jogadores, independentemente do tamanho da repercussão do campeonato. E esperamos que os torcedores estejam sempre conosco nas arquibancadas, vibrando pelos times, aplaudindo os homens e mulheres que deixam seus nomes nos Jocol.”

O preferido dos brasileiros

O futebol de campo é a modalidade mais badalada e este ano o Atlético Honolulu fisgou o título de campeão da Divisão Especial do Futebol de Campo e o Vila Mariza “B” ganhou a 1ª Divisão do Futebol de Campo. As equipes que conquistaram o acesso à Divisão Especial de 2019 são Gralha Azul F.C., E.C. Bahia, C.S.K. e Vila Mariza “B”.

A edição de 2018 dos Jogos Comunitários de Lages (Jocol) foi realizada entre 18 de março e 8 de dezembro com mais de 20 modalidades nos naipes masculino e feminino. As tradicionais são corrida rústica, basquete, bocha, bolão 23, dominó, futsal livre, futebol de campo Divisão Especial e 1º Divisão, futebol suíço + de 40 anos, futebol suíço, feminino, futsal feminino, tênis de mesa, xadrez, tranca, tranca casal, truco, voleibol, Jocolzinho futebol sete (12 a 15) e Jocolzinho futebol de campo (14 a 17). As modalidades de base foram Moleque Bom de Bola, Jesc (12 a 14 anos) e Jesc (15 a 17 anos). O campeonato teve 98 equipes, com envolvimento de aproximadamente seis mil atletas este ano. O principal segmento é o futebol de campo, com quase três mil competidores.

Texto: Daniele Mendes de Melo - Fotos: Marcelo Pakinha