O prefeito de Lages,  Antonio Ceron, juntamente com o vice,  Juliano Polese,  e todo o secretariado do Governo Municipal,  estiveram reunidos em um café da manhã oferecido à imprensa e autoridades convidadas, na manhã desta sexta-feira (21 de dezembro). Após o café, foi realizada a última entrevista coletiva do ano, encerrando assim a boa relação de prestação de contas e transparência dos atos da administração pública para com a imprensa.

Previamente foi apresentado um vídeo, produzido pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura, no qual foram destacadas obras, ações e projetos executados e em execução no município, os quais revertem em melhoria na qualidade de vida dos lageanos. O reflexo positivo de tudo isso está, por exemplo, no IDH de Lages (0.770), que está acima da média nacional e regional; contas públicas de 2017 aprovadas pelo TCE; expectativa de geração de 600 novos postos de trabalho apenas com a instalação de uma nova indústria madeireira; geração de 200 novos empregos com a instalação de unidade de rede varejista; empresa do ramo atacadista se instalará em Lages com previsão de gerar mais 250 novas vagas de trabalho; implementação do programa Qualifica Mais Lages viabilizando cursos de qualificação para desempregados (1460 pessoas contempladas em 2018); mais de 1000 empregos viabilizados através do Banco de Empregos.

Lages é hoje a 8ª economia do Estado de Santa Catarina e no índice de participação dos municípios, no ICMS, Lages cresceu 1.9%. Hoje milhares de lotes urbanos estão sendo comercializados em 11 novos loteamentos e mais três condomínios fechados. No Ranking Nacional de Transparência, Lages se posiciona em 5º lugar.

Em seguida, cada um dos secretários municipais apresentou um breve relato das atividades realizadas em suas respectivas pastas administrativas ao longo de 2018.

O prefeito Antonio Ceron falou do compromisso com o respeito às pessoas e ao dinheiro público. "Nosso plano de governo prioriza o atendimento às 170 mil pessoas que residem em Lages”, disse. “O parecer do Tribunal de Contas pela aprovação das contas de 2017, com as mínimas ressalvas, nos deixa muito feliz”, completou.

Ceron destacou, em seu pronunciamento, a efetivação dos convênios com o governo do Estado: já liberados 1,8 milhão de reais para projetos gerais, de um total de 5 milhões de reais previstos; Mercado Público tem 4 milhões de reais dos 8 milhões de reais previstos; revitalização do Centro tem a previsão de 15 milhões de recursos; projetos de pavimentação de ruas tem disponibilizados 2,8 milhões de reais e para as obras e programas de manutenção, melhorias e recuperação das estradas do interior do município a Prefeitura já recebeu 6 milhões de reais dos 10 milhões previstos.

Sobre o LagesPrevi, Ceron disse que a Prefeitura aporta mensalmente 2 milhões de reais. São em média 63 aposentadorias por ano o que irá demandar em curto espaço de tempo, média de 5 milhões reais por ano de aporte de dinheiro da municipalidade.

Veja alguns dos destaques apresentados na coletiva à imprensa

-Enxugamento da máquina pública, com redução de cargos comissionados, possibilitando de certa forma uma melhor dinâmica de trabalho em prol da comunidade, bem como economia de recursos aos cofres públicos e ao mesmo tempo investindo esta economia em obras públicas.

 - Qualificação dos servidores públicos através de cursos e treinamentos, atendendo a demanda nas mais diversas áreas de atendimento à população lageana.

- Implantação do programa Lages Cidade Empreendedora, levado às escolas da rede municipal de ensino, por exemplo, através do projeto Jovens Empreendedores, em parceria com o Sebrae.

- Obras de saneamento básico que permitirão que Lages tenha até 70% do território urbano coberto por redes coletoras e estações de tratamento de esgoto sanitário. Distribuição de 500 caixas de água para famílias de baixa renda e residentes nas áreas mais periféricas da cidade.

- Melhoria da Malha viária no interior do município, com obras de manutenção e recuperação de 650 quilômetros de estradas, incluindo aí o projeto Porteira Adentro; 1500 quilômetros de vias patroladas; implantação de 31 hortas (comunitárias e escolares); ampliação da estrutura de estufas do Horto Municipal, possibilitando a produção de 120 mil mudas de hortaliças somente em 2018.

- Elaboração e aprovação do Plano Diretor do Município; execução dos projetos de revitalização e modernização do centro da cidade; reforma e ampliação do Mercado Público Municipal (40% concluída); reforma da Rodoviária (33% concluída), pavimentação de mais de 30 ruas, sendo que a meta é alcançar 100 ruas pavimentadas até 2020 (projetos estão sendo concluídos); melhoria na sinalização horizontal de trânsito, abrangendo as principais ruas e avenidas; criação das leis dos condomínios, da mobilidade urbana, da padronização das calçadas (passeios públicos), de macro e micro drenagem. Distribuição de 500 caixas de água para famílias de baixa renda e residentes nas áreas mais periféricas da cidade.

- Criação do projeto Lages Bem Mais Simples, viabilizando novos investimentos comerciais, industriais e de prestação de serviços.

- Conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas), a qual deverá entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2019. Atendimento de 100% da demanda de consultas oftalmológicas e cirurgias de catarata.

- Regularização e escrituração de 4 mil imóveis localizados em áreas verdes; atendimento de 19.556 pessoas junto aos CRAS; construção de 400 casas pelo projeto Lages Meu Lar; atendimento assistencial a 500 idosos; servidas 5 mil refeições na Cozinha Comunitária;

- Escola de Artes com 810 matrículas efetivadas.

- Projeto Defesa Civil na Escola, ações permanentes e frequentes de reforço da fiscalização da ocupação irregular de áreas verdes; elaboração de projeto de canalização de rios e córregos (a exemplo do rio Passo Fundo); aprovação de projeto de estudo técnico da Bacia do rio Carahá, com destinação de recursos federais da ordem de R$ 1 milhão.

- Atendimento de 8.444 reclamações dos consumidores junto ao Procon.

- Aumento de 23 em 2016 para 58 em 2018 de estabelecimentos da ramo turístico inclusos no Cadastrur (levantamento feito em nível nacional e que levanta a demanda de investimentos de recursos públicos na área de Turismo), sendo que esta atividade representa hoje 9% do PIB Municipal (dos 2.889 leitos da rede hoteleira a taxa média mensal de ocupação é de 60%).

- Construção e reformas de novas escolas, contratação de mais professores, abertura de 390 vagas para alunos da Educação Infantil.

- Organização dos Jocol com participação de 7 mil atletas e o envolvimento direto de 21 mil pessoas, incluindo equipes técnicas e torcedores; promoção de jogo internacional (em 2019) entre a equipe das Leoas da Serra, campeãs da libertadores, e o time do Atlético de Madri (campeã européia).

- Produção própria do Horto Municipal, de cerca de 100 mil mudas de flores, espécies de inverno e verão, deixando a cidade mais bela e florida.

- Assistência integral para 199 mulheres e atendimento especial a 149 famílias impactadas por casos de violência contra a mulher (resultado direto de políticas públicas para a mulher).

- Construção do Centro Dia do Idoso (projeto sendo executado).

Texto: Iran Rosa de Moraes - Fotos: Natália Bittencourt