Depois de investir na construção de salas de aulas, no segundo piso, a direção do Sindicato Rural irá começar a utilizar o espaço. Para tanto, anuncia a abertura das inscrições para o Curso Técnico em Agronegócio, com graduação de nível médio, e reconhecido pelo MEC. O Curso é totalmente gratuito e com a maioria das atividades à distância. São apenas 40 vagas no polo de Lages. As informações podem ser buscadas junto à sede do Sindicato Rural, no Parque Conta Dinheiro, pelos telefones (49) 3225-3802 ou celular (49) 98435-6489 (WhatsApp).

A entidade começa assim a concretizar a proposta da instalação de cursos técnicos e superiores ligados ao agronegócio, inclusive, futuramente, coma possibilidade da efetivação da Faculdade de Tecnologia CNA, também com a anuência do Ministério da Educação (MEC). Todo o projeto foi desenvolvido em parceria entre a entidade e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). Os cursos fazem parte da Rede e-Tec Brasil, programados pelo MEC. O polo de Lages será o 11º de Santa Catarina e o segundo implantado somente na Região Serrana.

Conforme explica o presidente do Sindicato, Márcio Pamplona, a graduação é direcionada a jovens e adultos que vivem e trabalham no campo, propiciando conhecimento e capacitação. Para o dirigente, em dias de hoje, para se manter presente no meio rural é necessária a qualificação, e com o complemento técnico, cria a chance de aumentar a renda e a produtividade.  “Por esta razão que o segundo piso do Sindicato Rural foi totalmente adaptado com três modernas salas e auditório. Uma delas, destinada somente para o ensino de informática visando estabelecer a inclusão digital”, ressalta Pamplona

O espaço irá também contar com refeitório, sanitários adaptados e secretaria. Futuramente, até mesmo um elevador será instalado facilitando a acessibilidade.  “Com a evolução das culturas no meio rural, esta é uma maneira de o Sindicato se manter atuante, modernizando e diversificando as áreas de atuação, em prol dos associados”, Conclui Márcio.

Paulo Chagas Vargas - Assessoria de Imprensa