Na última semana de janeiro, a empresa AS Construtora, de Lages, iniciou os trabalhos de terraplanagem na área onde será construída a unidade do Fort Atacadista, à margem da avenida Belizário Ramos (Carahá), próximo à Casa de Apoio Colibri. Os serviços de terraplanagem, que consistem em nivelamento e correções de imperfeições no solo, devem ter duração de aproximadamente mais 30 dias. Motoristas e pedestres que passam pelo endereço já podem avistar um terreno limpo, sem as árvores e sem o gramado anterior.

O alvará de autorização da edificação do empreendimento poderá ser emitido pela prefeitura ainda nesta semana, na sequência da aprovação do projeto, levando em consideração que as correções técnicas e específicas solicitadas pela Secretaria de Planejamento e Obras foram recebidas pelo Município nesta segunda-feira (4 de fevereiro).

Já existe uma pré-análise do projeto em que este foi analisado e estava em acordo com as questões urbanísticas do Plano Diretor do município de Lages. Quanto às licenças exigidas pela legislação, estão em dia. Entre setembro e outubro de 2018 foram realizados os levantamentos, tais como sondagem e planialtimétrico e outros projetos de topografia no terreno da empresa.

Quando estiver em fase de edificação propriamente dita, o prédio deverá absorver a mão de obra de 25 empresas de segmentos variados na construção civil e de instalações elétrica e hidráulica, entre outros, com absorção de cerca de 300 trabalhadores no canteiro de obras.

A área total a ser edificada será de aproximadamente dez mil metros quadrados em pavimento térreo. A área do terreno possui 21.500 metros quadrados. Pelo Grupo Pereira, ao qual o Fort pertence, serão investidos R$ 35 milhões, contabilizados terreno, obras e equipamentos.

O plano de trabalho para o empreendimento sinaliza um período total de cinco meses de obras. Portanto, deverá ser inaugurado ainda em 2019. “Podemos adiantar que levaremos a Lages um empreendimento muito bonito e robusto”, adianta o gerente de Expansão, Cristiano Abrahão Caron. Além de Lages, estão em processo de construção unidades em Barra Velha, Florianópolis, Biguaçu, São Bento do Sul, Itajaí e Blumenau.

Emprego para 250 famílias lageanas e serranas  

O Fort abrirá em torno de 500 postos de trabalho, sendo 250 empregos diretos e 250 indiretos. Entre as funções estão repositores, operadores de caixa, fiscal de prevenção, monitores e cozinheira. Os benefícios são refeitório para os funcionários, plano de saúde para colaboradores com mais de seis meses de emprego, vale transporte e cartão desconto para funcionários que efetuarem compras na empresa, entre outros.

A equipe de Recursos Humanos (RH) irá se deslocar para Lages com 90 dias de antecedência da abertura da loja, visando à abertura dos trabalhos iniciais de levantamento de profissionais para contratação. O Banco do Emprego, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, disponibiliza seu trabalho de cadastro de candidatos, pré-seleção em conformidade aos critérios e perfil estabelecidos pela empresa, encaminhamento para entrevistas de seleção, e cessão de auditório e salas individuais para recrutamento.

Texto: Daniele Mendes de Melo - Fotos: Toninho Vieira