Com a presença de aproximadamente 250 pessoas, entre eles autoridades municipais, estaduais e federais, produtores e convidados, foi aberta na noite de hoje (1), em São Joaquim, a sexta edição da Vindima de Altitude de Santa Catarina. No espaço especial criado para celebrar a colheita da uva de Altitude, na Praça Cezário Amarante, compareceram as 14 vinícolas com seus produtos para degustação, houve apresentação de um quarteto de cordas e a surpresa ficou por conta da neve que caiu em São Joaquim em pleno verão. O brinde para a abertura da festa, comandado pela rainha da Vindima Daniele Oliveira, foi feito sob a explosão de neve produzida artificialmente.

programação na Praça se estende pelo fim de semana, com degustação paga nos estandes das vinícolas e apresentações musicais, balé e dança tradicionalista. Até 31 de março, as 14 vinícolas que participam da Vindima oferecem opções de degustação, visitas aos vinhedos, piqueniques, almoços e jantares harmonizados, não apenas em São Joaquim, mas também em Campo Belo do Sul, Bom Retiro e Urubici.

Os vinhos de altitude estão situados a 1.400 metros acima do nível do mar, em média, e a pouco mais de 100 km do litoral. Eles levam esse nome por serem produzidos com uvas viníferas cultivadas no topo de uma cadeia de montanhas, em terrenos propícios ao cultivo graças às características do clima e solo da região.

OTIMISMO

Festa criada para comemorar o início da colheita das uvas e da produção de vinhos e espumantes, a 6ª Vindima ocorre em clima de otimismo para o setor, que estima alcançar a marca de 1 milhão de garrafas em 2019 e prevê a expansão em mais de 10% na produção anual nas próximas safras com o amadurecimento de novos vinhedos.

O presidente da associação Vinhos de Altitude e Produtores Associados, José Eduardo Bassetti, foi o primeiro a falar durante o evento de hoje. Ele reforçou que a safra deste ano, com a colheita estimada de cerca de 1,1 milhão de quilos de uvas, “é excelente”. Entre as autoridades que participaram da abertura, estavam o ex-deputado Valdir Colatto, que assumiu em janeiro a chefia do Serviço Florestal Brasileiro, a deputada federal Carmen Zanotto, o deputado estadual Rodrigo Minotto, o prefeito de São Joaquim Giovane Nunes e outros prefeitos da região serrana.

A Vindima 2019 reúne 14 vinícolas (Abreu Garcia, D’Alture, Hiragami, Suzin, Quinta da Neve, Leone di Venezia, Serra do Sol, Thera, Vivalti, Villa Francioni, Villaggio Bassetti, Villaggio Conti, Vinhedos do Monte Agudo e Pericó), localizadas nos municípios de São Joaquim, Campo Belo do Sul, Urubici e Bom Retiro. Além das vinícolas, a região conta com pousadas para todos os gostos e bolsos, restaurantes, cafés e hotéis.

Em São Joaquim, o visitante terá a opção de participar de cursos, workshops e oficinas – oferecidos pelo IFSC Campus Urupema – sobre a variedade de uvas cultivadas pelos produtores de vinhos de altitude, análise sensorial de produtos e características olfativas, visuais e gustativas de vinhos tintos, brancos e rosés.

A 6ª Vindima é organizada pela Associação Vinhos de Altitude Produtores e Associados, realizada via Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Zabot, Engie, Lamar Super Center e Oxford, apoio da Prefeitura Municipal de São Joaquim, BRDE, SESC, Santur, Boccati, Aproserra, IFSC, Governo de Santa Catarina, Sebrae, Terroir Villaggio e Souza Cruz, e viabilizada pelo Ministério da Cidadania do Governo Federal.

Fotos: Dani Lottermann e Bruno Rosa