As modalidades, em todos seus cursos, foram iniciadas na última quinta-feira (7 de março), com todos os instrutores retornando as suas atividades. Contando mais de 800 alunos na Escola de Artes Elionir Camargo Martins, e cerca de 700 distribuídos pelos bairros do Projeto Lages Melhor, o diretor da Escola de Artes, Salésio Padilha, relatou a rapidez com que foi feito a retomada das aulas. “Praticamente a maior parte das tarefas foram iniciadas nesta semana, e na próxima teremos o complemento com o restante dos cursos. Uma das novidades para este ano é o curso de saxofone”, afirmou.

Este ano, 32 instrutores ingressam para compor a equipe, sendo nos núcleos espalhados pela cidade ou na Escola de Artes. No Lages Melhor os cursos oferecidos são o ­ballet clássico, canto coral, desenho, street dance e violão nos bairros Habitação, Guarujá, São Paulo/São Francisco, Santa Mônica, Vila Maria, Penha, Salto Caveiras e no bairro Universitário na Praça do CEU. Na Escola de Artes no centro ainda há vagas para os cursos de Coral e Teatro.

Para o superintendente da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi, o Projeto Lages Melhor em seu terceiro ano já é prioridade na cidade. “Foi uma ideia concebida pelo Prefeito Antonio Ceron antes mesmo de assumir a gestão. Historicamente a Escola de Artes sempre teve muita procura pelos cursos, mas as pessoas dos bairros mais afastados do centro não tinham opções de acesso a cursos em artes e cultura. O Lages Melhor está para atender essa demanda e já estamos colhendo resultados com a descoberta de artistas sensacionais, sejam elas crianças, jovens ou adultos”, comenta.

Para mais informações sobre os cursos e vagas disponíveis da Escola de Artes e do Lages Melhor basta ligar para 3224 8708.

Texto: Tiago Seibert - Fotos: Fabrício Furtado e Greik Pacheco