A Cooperativa de Crédito Credicomin, que tem  9.700 cooperados em Lages, realizou na noite de 27 de março, no Centro Serra Convention Center, em Lages, sua Assembleia Geral Ordinária (AGO). Participaram do evento mais de 700 cooperados, além da direção, conselheiros, colaboradores e do Presidente do Sistema Ailos, Sr. Moacir Krambeck. A AGO foi coordenada pelo presidente da Credicomin, Nilton Alves, que teve o apoio da Diretora Executiva da instituição, Marlian Catarina, além do próprio Krambeck e outros membros do Conselho.

A AGO é o momento mais importante e solene da Credicomin. É o momento em que os cooperados tomam conhecimento das questões relacionadas à instituição, como por exemplo: resultados financeiros do exercício do ano anterior (números), total e tipo  de operações realizadas, crescimento do quadro de cooperados, recursos emprestados e depositados, dinheiro que os cooperados economizaram com relação aos bancos tradicionais já que as tarifas e operações são realizadas a custos bem mais em conta, planejamento das ações do ano seguinte, programação das ações de educação cooperativista e de formação dos cooperados ao longo do ano (Progrid), entre outras tantas questões.

No evento, várias boas notícias foram apresentadas, como:

- A Credicomin cresceu 32% no número de novos cooperados em 2018, encerrando o ano com 9.200 membros;

- Durante todo o ano, foram realizados 83 diferentes eventos pela cooperativa, com um total de 4.742 pessoas participantes;

- A cooperativa realizou 23.569 operações de crédito ao longo dos 12 meses, um crescimento de 20% com relação a 2017;

- Os ativos totais da instituição tiveram um crescimento de 33%, passando de R$ 49 milhões em 2017 para R$ 66 milhões em 2018;

- Os valores depositados pelos cooperados passaram de R$ 38,8 milhões em 2017 para R$ 52,8 milhões em 2018 (crescimento de 36%);

- As sobras ao final do exercício (subtraindo as receitas das despesas) foram de R$ 1,18 milhão (no ano passado essas sobras foram de R$ 891 mil);

- A economia que a Credicomin possibilitou aos seus cooperados em todas as suas operações quando comparados aos mesmos serviços prestados pelos bancos tradicionais totalizou R$ 7,5 milhões (dinheiro que foi gasto a menos em tarifas, gratuidade nos talões de cheques, taxas menores de juros nos empréstimos realizados e juros melhores nos depósitos, menores tarifas no cheque especial, etc).

Destinação das sobras

No evento, os participantes decidiram o que fazer com as sobras do exercício de 2018. E os R$ 1,18 milhões tiveram o seguinte destino: R$ 589 mil foram depositados para remunerar as cotas capitais dos cooperados, que tiveram um  acréscimo de 6,4% (1,96% acima dos juros pagos pela poupança); R$ 474 mil foram destinados ao Fundo Reserva Legal (um capital próprio que a cooperativa mantêm para emergências, se houverem – esse fundo já tem em torno de R$ 1,4 milhão à disposição) e R$ 120 mil foram destinados às ações de educação cooperativista (Progrid) como palestras e treinamentos para cooperados e comunidade, educação financeira (pequenos cursos dados nas escolas), elaboração de jornal bimestral informativo (distribuído a todos os associados), entre outras ações.

Metas ousadas para 2019

Para 2019, as metas da Credicomin são ainda mais ousadas. A instituição planeja terminar o ano com mais de 12 mil cooperados e administrando um total de R$ 85 milhões em ativos totais. A cooperativa, recentemente, mudou sua sede administrativa, que agora localiza-se em imóvel localizado na Rua Humberto de Campos (próximo ao Estádio Municipal). E para meados de 2019, deverá transferir o posto de atendimento que hoje funciona na Uniplac para outro local (provavelmente a Av. Santa Catarina). Atualmente, a Credicomin emprega diretamente 40 colaboradores.

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa da Credicomin