A campanha Junho Vermelho quer conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue. Para reforçar este ato altruísta, a Câmara de Vereadores de Lages promoveu na última quarta-feira, 12, uma sessão especial que declarou oficialmente aberta o movimento em Lages.

O Dia do Doador de Sangue é comemorado mundialmente em 14 de junho como forma de reconhecer e também estimular mais pessoas a praticarem o gesto, que pode salvar muitas vidas. Os Hemocentros de todo o país também realizam ao longo do mês de junho diversas ações para aumentar o número de doações. Em Lages, o órgão responsável em captar as doações voluntárias é o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), que fica localizado na rua Felipe Schmidt, 33, no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30, sendo aberto também no segundo sábado de cada mês, das 8h às 12h.

Fizeram parte da mesa de autoridades a diretora de Atenção Básica, Francine Formiga; o diretor do Hemosc, Antônio Jacobs; o diretor do Hospital Infantil Seara do Bem, Éder Gonçalves; a representante do Hospital Tereza Ramos, assistente social Aneida Antunes; e do 5º Batalhão de Bombeiros Militar, capitão Mateus Muniz Corradini.

 Quem pode doar sangue?

Para doar sangue, o cidadão precisa ter idade entre 18 e 69 anos (se for menor de 18, estar acompanhado por responsável legal); possuir no máximo 60 anos para a primeira doação; pesar acima de 50 kg; sentir-se bem e com saúde; estar bem alimentado (refeição saudável, livre de gorduras e não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas); e portar documento de identificação com foto recente, expedido por órgão oficial.

 Texto: Deise Ribeiro - Jornalista / Fotos: Aline Borba (Câmara de Lages)