Professores e técnicos do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, participaram nesta quarta-feira, 4, de um treinamento para a utilização de uma impressora 3D.

A ação faz parte do projeto Espaços Inovadores de Ensino (Espine), no qual a Udesc Lages foi contemplada no edital de 2018. O objetivo é incentivar o uso de tecnologias voltadas ao processo de ensino-aprendizagem nos centros de ensino da Udesc.

O treinamento foi mediado pelo engenheiro biomédico Santiago Gutiérrez, do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), da Universidade de São Paulo (USP). Gutiérrez apresentou a impressora 3D ZMorph, um equipamento multifuncional para fabricação de modelos 3D, que pode imprimir materiais, criar engrenagens, gravar à laser e digitalizar. 

"Vemos a possibilidade de criar um espaço totalmente inovador, aqui na Udesc. Esta impressora possibilita uma imersão na indústria 4.0. Sua multifuncionalidade pode produzir diversos tipos de aplicações, entre elas, peças para maquinário interno, ou mesmo a criação de um projeto de empreendedorismo dentro da universidade", comenta o engenheiro.

Gutiérrez explica ainda que a ZMorph pode ser utilizada nas áreas da engenharia, agronomia e saúde. "No geral, o primeiro passo é construir uma cultura de maker, na qual alunos e professores consigam produzir soluções para as suas próprias necessidades", completa.

Para o diretor de Ensino, André Thaler Neto, o treinamento marca o início efetivo do Espine na Udesc Lages. "Professores e técnicos que demonstraram interesse estão sendo treinados para manusear o primeiro equipamento entregue pelo projeto. Estamos nos preparando para novos métodos e, logo, será instalada uma série de outros equipamentos tecnológicos".

Assessoria de Comunicação da Udesc Lages