O Jornal Nacional (Rede Globo) de ontem à noite (25/07) divulgou dados do IBGE sobre a geração de empregos formais no 1º semestre de 2019. Os números mostram que neste período foram gerados quase 500 mil novos empregos formais (com carteira assinada) no país. Segundo a matéria, esse foi o melhor primeiro semestre de ano dos últimos cinco anos em termos de geração de empregos formais. 

Destes 500 mil empregos, quase 50 mil (10%) foram gerados na economia de Santa Catarina, o que é um número espetacular para a gente. 

Os números mostram que a economia vem dando sinais de uma leve recuperação, apesar da expectativa do PIB ter caído de 2,2% para apenas 0,8% positivo para 2019. 

A notícia ruim é de que no Brasil ainda temos 36,7% de nossa mão-de-obra trabalhando na informalidade, ou seja, sem qualquer contribuição com a arrecadação do país, sem qualquer segurança jurídica e trabalhista e sem muitas perspectivas de ingresso no mercado formal. 

A taxa de desemprego ainda é bastante elevada, acima dos 12,4%, o que ainda representa cerca de 13 milhões de trabalhadores desempregados. Destes, quase 5 milhões já até desistiram de procurar um novo trabalho nos últimos seis meses. Desesperador. 

Fonte: Jornal Nacional - Rede Globo - com dados do IBGE