As previsões de baixíssimas temperaturas para os próximos dias, incluindo a chance de neve e possibilidade de geada no final de semana, o Abrigo Temporário de Inverno do bairro Petrópolis, que recebe pessoas em situação de rua em vulnerabilidade social, reforçam a volta do seu funcionamento normal a partir das 18h desta quinta-feira (1º de agosto). No início da manhã de terça-feira (30 de julho), por volta das 5h30min, uma ocorrência de princípio de incêndio no departamento de armazenamento de roupas do Abrigo assustou as 52 pessoas acolhidas e funcionários da casa. Acionados e deslocados, imediatamente os Bombeiros colocaram em prática o conjunto de operações necessárias para completar a extinção do fogo, impedir a queima e colocar o local em condições de segurança, pois as chamas foram controladas pelas próprias pessoas que estavam no Abrigo.

Diante do problema, o local permaneceu fechado na noite de terça e quarta-feira para realização de perícia e limpeza e organização do ambiente, onde havia fuligem, sujeira dos bens avariados e forte cheiro de fumaça, sendo que pessoas foram deslocadas para o Acolhimento POP, na rua Frei Gabriel, onde pernoitaram e receberam atendimento com banho, refeições e pouso.

O laudo pericial a ser expedido pelo Corpo de Bombeiros, depois de minuciosa análise do local, apontando detalhes da avaliação e a provável causa do sinistro, ficará pronto em aproximadamente 30 dias. Preliminarmente, especialistas dos Bombeiros não diagnosticaram nenhum problema estrutural no prédio do Abrigo, e está praticamente descartado um curto-circuito na rede elétrica como causa, mas sim provavelmente um ato criminoso intencional. Uma garrafa pet de refrigerante com cheiro de álcool foi encontrada no depósito de roupas.

Portanto, a coordenação do Abrigo Temporário se dirigirá até a Delegacia de Polícia Civil ainda nesta quinta-feira para efetuar um Boletim de Ocorrência (B.O.), apresentando todos os nomes das 52 pessoas acolhidas na noite anterior ao incidente, que provocou danos no setor, como queima de porta e roupas. Daí em diante será feita investigação para apurar o fator gerador e com intuito de identificado do culpado (ou se há mais de um envolvido no delito), submetendo-o à punição.

Alvará liberado

Quanto à solicitação para liberação do alvará de funcionamento, o documento já foi providenciado, autorizando-se a retomada das atividades ainda nesta quinta, depois dos trâmites burocráticos junto ao Corpo de Bombeiros e à Secretaria do Planejamento e Obras. Foram apontados detalhes como a necessidade de disponibilização de três extintores de combate a incêndio, luminárias, algumas placas de identificação de saída e passagem de ar na cozinha. Todas estas reivindicações foram acatadas e resolvidas pela Secretaria da Assistência Social e Habitação, responsável pelo Abrigo. “Estávamos somente com a liberação, mas levamos na Secretaria do Planejamento e Obras, pois através desta liberação é que o alvará dos Bombeiros é emitido”, salienta a diretora de Proteção Social Especial de Alta Complexidade, Maria Tereza Ternes Bayer.

O Abrigo presta serviços das 18h às 8h, oferece jantar e pernoite, e dispõe de quartos, banheiros, sala de estar, cozinha, refeitório, área de serviço, almoxarifado da cozinha, almoxarifado de materiais de limpeza e higiene pessoal, almoxarifado para roupas (agasalhos) de inverno, sala para pertence dos usuários da casa e sala de equipe técnica. Ao todo são 15 funcionários - dois cuidadores masculinos, quatro cuidadoras femininas, duas cozinheiras, um motorista, dois seguranças noturnos e um segurança diurno, duas assistentes sociais, e uma coordenadora.

As pessoas em situação de rua são abordadas em espaços públicos, como calçadas de ruas e avenidas, parques e praças, e convidadas a se dirigirem para o Abrigo pelos profissionais do Serviço de Abordagem Social. Os números para acionar o Serviço são 98406-2980 e 99921-1125. A Defesa Civil também atua nesta linha de defesa à vida. Seus números com funcionamento 24 horas por dia, todos os dias da semana, são 199 e 98406-4037. O 3221-1077 e o 3222-9661 estão disponíveis de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Texto: Daniele Mendes de Melo - Foto: Marcelo Pakinha