A qualidade de vida, tão buscada pelas famílias, passa também pela sensação de segurança, uns dos fatores mais lembrados na hora de elencar as melhores regiões para se viver. Com ares de cidade interiorana, Lages apresenta um ranking positivo com relação à taxa de homicídios. Ocupa o quarto lugar entre as cidades catarinenses menos violentas com mais de 100 mil habitantes, de acordo com o Atlas da Violência 2019. O estudo foi elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e divulgado nesta segunda-feira (5 de agosto), após um levantamento com 310 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

O município só perde para Jaraguá do Sul, Brusque e Tubarão, que estão entre as 20 cidades menos violentas do país. Dentre as 310 cidades pesquisadas, Jaraguá aparece ocupando o quarto lugar, enquanto Brusque está em quinto e Tubarão, no Sul do Estado, em 15ª posição.

A pesquisa levou em consideração um conceito de taxa de homicídio que considera o número de mortes por agressão, além do número de óbitos provocados por intervenção legal e o número de homicídios ocultos ou mortes violentas sem causa determinada, que podem ser homicídios, suicídios ou mortes causadas por acidentes.

Municípios catarinenses (População) – Taxa de homicídios em SC:

1 Brusque (128.818) 5,8%
2 Jaraguá do Sul (170.835) 5,5%
3 Tubarão (104.407) 8,1%
4 Lages (158.508) 8,8%
5 Criciúma (211.369) 11,3%
6 Balneário Camboriú (135.268) 14,0%
7 Blumenau (348.513) 14,1%
8 Chapecó (213.279) 18,0%
9 São José (239.718) 19,6%
10 Joinville (577.077) 22,4%
11 Itajaí (212.615) 22,6%
12 Palhoça (164.926) 27,9%
13 Florianópolis (485.838) 30%

Texto: Aline Tives / Fotos: Nilton Wolff/Arquivo PM