Instalada no dia 10 de agosto de 1859, a Comarca de Lages completará 160 anos no próximo sábado. Como forma de reverenciar a instituição judiciária, o Poder Legislativo Lageano promoveu uma sessão solene de homenagem na quinta-feira (8). O evento lotou o Plenário Nereu Ramos com familiares, amigos e autoridades que vieram parabenizar  e aplaudir a Comarca pelos trabalhos prestados à cidade ao longo dos seus 160 anos.


Durante a cerimônia, um vídeo produzido pela TV Câmara resgatou imagens das 16 décadas de história do Fórum da Comarca de Lages e exibiu depoimentos de personalidades que ajudaram a construir a sua trajetória jurídica.  A sessão atende ao Decreto Legislativo 014/2019, de iniciativa dos vereadores Luiz Marin (Progressistas) e Thiago Oliveira (MDB), e aprovada por unanimidade entre os pares.

Em sua fala, Marin relembrou a história da Comarca e desejou sucesso às pessoas que atuam na instituição. “Desejo a todos os magistrados, promotores e advogados a mais perfeita harmonia no desempenho de suas funções para que a justiça lageana, em todas as esferas, sempre seja digna de seus agentes e satisfatória dos anseios da população”, saudou.

De igual maneira, o edil Thiago enalteceu a agilidade da instituição em resolver os casos e parabenizou os servidores pela dedicação ao trabalho prestado. “A Comarca é uma das mais céleres do Estado, prestando um serviço de qualidade a todos aqueles que precisam buscar o seu direito. [...] Parabenizo todos os servidores do Fórum Nereu Ramos pelos serviços prestados para a nossa região e em nossa cidade”, cumprimentou.

Atualmente, a Comarca de Lages possui 11 Varas e uma unidade judiciária instalada na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). São 12 magistrados em exercício e cerca de 65 mil ações em tramitação. Para o atendimento da demanda, a instituição tem a disposição 30 servidores, 21 terceirizados, 17 assessores e mais de 100 estagiários. Ao todo, mais de 300 pessoas atuam no Foro Nereu Ramos.
Homenagens prestadas

As honrarias concedidas ao Fórum Nereu Ramos da Comarca de Lages pelos seus 160 anos - uma placa comemorativa e certificado de homenagem - foram recebidas pelo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Rodrigo Tolentino, e pelo diretor do Fórum, juiz Ricardo Alexandre Fiuza. A solenidade também agraciou com diplomas de honra ao mérito juízes, desembargadores, advogados e servidores da ativa e aposentados.

Os primeiros diplomas foram atribuídos aos juízes que atuam a mais tempo na Comarca: Silvio Dagoberto Orsatto, do Juizado Especial Cível; Antônio Carlos Junckes dos Santos, da  2ª Vara Cível; Lauvir Marcarini da Costa, juiz de Direito aposentado. Também receberam a honraria James Faraco de Amorim, promotor de Justiça mais antigo atuante na Comarca; Clóvis Stefen de Albuquerque, advogado mais antigo atuante na Comarca; Aidê Antunes, advogada mais antiga atuante na Comarca; Zeli Cordeiro de Almeida e Raul Roberto de Carvalho Campos, servidores mais antigos atuantes na Comarca; Ana Maria Coelho, servidora que atua há 39 anos no setor de Serviço Social da Comarca; e Narso Costa de Medeiros, profissional terceirizado mais antigo na Comarca.
 
Pronunciamentos
 
O prefeito de Lages, Antonio Ceron (PSD), cumprimentou os homenageados e destacou a importância da harmonia entre os poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário. “Os poderes independentes e harmônicos têm a responsabilidade de organizar toda a nossa sociedade. [...] A Comarca de Lages, a quinta mais antiga do Estado, trilhou uma bela história. Cumprimento a todos que nesse mais de século e meio deram a sua contribuição, o seu saber, o seu conhecimento com discernimento para termos hoje uma Lages feliz e organizada”, parabenizou.
 
A atuação dos servidores da instituição foi elogiada pelo presidente do TJSC, Rodrigo Tolentino. “As decisões da Justiça sem os servidores não se materializam. Se nesta noite, a Comarca, o Poder Judiciário é reconhecido, isso se deve ao trabalho e atuação dos servidores que permanecem na instituição exercendo com excelência suas funções, pois, muitas vezes, juízes e membros do Ministério Público não permanecem na Comarca por um longo período”, exaltou.
  
O diretor do Fórum, juiz Alexandre Fiuza, falou do orgulho de estar à frente da instituição e agradeceu a Câmara pela homenagem. “Me orgulho de fazer parte da instituição, da história desta Comarca. Embora tenha participado por períodos intercalados, os quais foram suficientes para reconhecer a sua grandeza e importância para a sociedade, que neste ato é reconhecido pela Câmara Municipal de Lages. Faço votos que a Comarca continue crescendo, se aperfeiçoando e inovando com muita luta, esforço e honradez dos que aqui labutam, sempre com a finalidade principal que consiste na distribuição de justiça para todos”, finalizou.
  

Assess. de Imprensa da Câmara de Lages