As obras do Centro de Educação Infantil Municipal (Ceim) Hermínia Zago, em construção no bairro Promorar, estão praticamente finalizadas, em fase de limpeza e retoques finais. O prefeito Antonio Ceron, o vice Juliano Polese e a secretária da Educação, Ivana Michaltchuk, vistoriaram a estrutura na tarde desta quarta-feira (11 de setembro).

A previsão de entrega para a comunidade é até o final do ano. As matrículas deverão ser abertas em novembro, respeitando os critérios da fila de espera, para que as aulas iniciem no ano letivo de 2020. A capacidade de atendimento será de 150 crianças em período integral, ou 300 em período parcial. Esta questão ainda está sendo definida pela Secretaria da Educação.

O prédio, construído conforme modelo instituído pelo Ministério da Educação (MEC), conta com 1.118,48 metros quadrados de área construída, com oito salas de aula para turmas de berçário, maternal e pré-escolar, além de refeitório, salas administrativas e área de lazer com parquinho.

Foram investidos cerca de R$ 1,5 milhão na obra, com recursos do Pró Infância – Tipo B, projeto do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do governo federal, e contrapartida do Município de R$ 700 mil, utilizados na conclusão da obra.

Foram seis anos de espera. A obra teve início em março de 2013, com previsão de entrega em dezembro de 2014, o que não aconteceu. Duas empresas desistiram da execução do projeto, motivo pelo qual a obra ficou parada durante dois anos e três meses. Foram necessários outros dois processos licitatórios em 2018, sendo a vencedora do certame a empresa Evoluta, que reiniciou as obras em março deste ano. “Não medimos esforços para que esta obra andasse e pudéssemos entregar o mais rápido possível, pois sabemos da necessidade das mães que precisam trabalhar e não tem onde deixar seus filhos”, ressalta o prefeito.

Segundo a coordenadora da Educação Infantil, Andrea Bortoluzzi, o Ceim atenderá boa parte da demanda da região. “Enquanto aguardavam na fila de espera, as crianças estavam sendo atendidas em outros Ceims, ou não iam para escola, pois a única unidade mais próxima é o Ceim Vivaldino, que fica no mesmo bairro”, diz.

Somente os condomínios residenciais Tozzo e Pedro Filomeno de Abreu, contam com 240 apartamentos. “Agora nosso bairro estará muito bem estruturado na área da educação. Esta era uma obra muito aguardada pela comunidade”, salienta o presidente do bairro, Paulo Sérgio Alves de Moraes.

Texto: Aline Tives - Fotos: Toninho Vieira