Médicas, jogadores de futebol, chefes de cozinha, comissárias de bordo e professores são alguns dos sonhos futuros descritos em cartas por alunos do quinto ano matutino da Escola Municipal de Ensino Básico Ondina Neves Bleyer.

As cartas e fotografias dessas crianças serão guardadas junto de outros documentos da Lages de 2019 em uma cápsula que será depositada pelo prefeito Antonio Ceron e o vice Juliano Polese na Praça João Costa durante a cerimônia de entrega para a comunidade da revitalização do local no dia 23 de novembro (sábado).

A ideia é que a cápsula seja aberta em 22 de novembro de 2066, quando Lages completará 300 anos. Nessa data, os alunos Gabriel e Yasmin terão 57 anos de idade, e assim como os seus colegas, eles têm muitos sonhos, todos repletos de esperanças.

Gabriel Geraldo Luiz da Silva gosta de história e geografia, mas é na educação física que ele desempenha o que almeja para o futuro. ”Sou centroavante e faço muitos gols, por isso quero ser jogador de futebol”, diz o pequeno atleta que não teve tempo ainda de imaginar como será a sua vida depois que aposentar as chuteiras.

Quase no fundo da sala, Yasmin Althoff Neckel olha para um ponto fixo e se imagina chefe de cozinha. “Acho que o pessoal gosta da comida que eu faço. Pelo menos lá em casa ninguém reclama”, afirma. Os destinos de Gabriel e Yasmin podem seguir por caminhos diferentes, mas assim como os seus 28 colegas, todas as cartinhas têm algo em comum, pedidos por uma Lages sempre cada vez melhor.

Para a professora Beatriz Anastácio, a iniciativa proposta pela Fundação Cultural de Lages animou as crianças. “Nós trabalhamos muito com a história de Lages aqui na escola. A oportunidade que eles estão tendo com essas cartinhas, só reforça a própria identidade cultural desses alunos e os deixam orgulhosos em serem lageanos”, acredita.

Texto e fotos: Fabrício Furtado