Oficializou-se, no final da tarde desta quarta-feira (13 de novembro), a doação do terreno de cinco mil metros quadrados para a construção da Faculdade de Tecnologia Senac Lages dentro do Orion Parque Tecnológico, no bairro São Francisco.

A partir da assinatura do termo de doação do terreno, a Faculdade entrará para a programação orçamentária junto ao departamento nacional do Senac, no Rio de Janeiro. O projeto da edificação será elaborado no decorrer de 2020 e as obras devem começar entre final de 2020 e início de 2021, com duração de aproximadamente um ano. “O Senac e o Orion têm o nosso respaldo para conquistar novos ares, propiciar capacitação e empregabilidade aos nossos jovens, acirrar a competitividade no mercado de trabalho e inovar com consistência e empreendedorismo”, explica o prefeito Antonio Ceron.

Por sua vez, o diretor regional do Senac/SC, Rudney Raulino, reitera: “Fundamental unirmos forças para o alinhamento entre o Poder Público, empresários e a academia, valorizando competências humanas.” A diretora da unidade Lages, Eliane Santana de Liz Souza, enfatiza que, “os cursos do Senac são ferramentas para dar subsídio a se fazer o novo e trazer à tona metodologias diferenciadas a resoluções de problemas”.

A partir de 6 de dezembro deste ano  será ministrada a qualificação de MBA em Inovação do Senac, no Orion Parque. Aulas uma vez por mês. O curso acontecerá em parceria com o Instituto de Boston, em que ao final de cada módulo um especialista de Boston (capital e cidade mais populosa do estado norte-americano de Massachusetts) estará em Lages com os alunos.

O sucesso das empresas do Orion

O Senac fará parte do complexo de empresas do Orion Parque. Atualmente são 29 empresas residentes que, juntas, desenvolvem soluções criativas e tecnológicas para a região serrana, reforçando o ecossistema de inovação. Mais de 90% do Centro de Inovação (prédio) já estão ocupados. 

Nos quatro meses mais recentes o faturamento total de empresas residentes no Centro de Inovação ultrapassou R$ 4 milhões. O faturamento, incluindo empresas residentes e virtuais, passou de R$ 139 milhões.

Enquanto isto, o investimento em pesquisa atingiu o montante de R$ 6 milhões, e a captação de recursos alcançou R$ 2 milhões. O Orion Parque está em seu terceiro ano de atuação.

Informações: Daniele Mendes de Melo / Fotos: Márcio Proença e Pablo Gomes