Na quinta-feira (28 de novembro) foi pago, de forma integral, o 13º salário ao funcionalismo municipal, e na sexta-feira (29) foi repassado o valor do salário da folha regular do mês de novembro. Em dois dias foram pagos aproximadamente R$ 25 milhões, entretanto, contabilizados salário e encargos chega-se a R$ 40 milhões.

 

No dia 20 de dezembro (sexta-feira), o Município irá transferir os valores relacionados à rescisão dos contratados via processo seletivo para a Educação. Os contratados dos demais setores da prefeitura receberão seus acertos rescisórios no dia 27 de dezembro, mesmo dia em que será paga a folha normal do mês para efetivos e comissionados da prefeitura.

Neste período se alcançará mais R$ 22 milhões entre salários de dezembro e rescisões. Portanto, no intervalo de 29 dias serão pagos R$ 47 milhões aos funcionários da municipalidade, uma injeção exponencial na economia da cidade.  “A prefeitura está cumprindo seus compromissos com os servidores. Desejamos que todos possam passar Natal, Réveillon, recesso e férias com saúde e em paz junto as suas famílias”, prospecta o prefeito Antonio Ceron.

Férias

O recesso da prefeitura seguirá de 23 de dezembro a 3 de janeiro de 2020 (sexta-feira), com o retorno normal na segunda-feira (6 de janeiro). Após, de forma organizada, cada trabalhador gozará suas férias no mês respectivo acertado com a chefia. No período das férias de janeiro nenhum setor fecha totalmente. As repartições funcionam em sistema de plantão.

Município tem R$ 700 milhões para receber

A prefeitura tem para receber R$ 700 milhões, considerados os débitos ajuizados (execuções fiscais) e não ajuizados, referentes a impostos. Mais de 23 mil ações estão em tramitação na Justiça.

Com o Programa de Recuperação Fiscal (Refis), cuja primeira etapa terminou em outubro, a segunda está em andamento e a terceira será dia 16 de dezembro, a expectativa é o recebimento de R$ 15 milhões pela prefeitura. Na primeira etapa foram R$ 11 milhões negociados.

Para execução em 2020, o Poder Executivo apresentou à Câmara de Vereadores, submetida à apreciação e votação, uma dotação orçamentária de R$ 631 milhões, com uma pequena correção em relação a 2019, na base de 4% conforme o índice de inflação (em torno de R$ 610 milhões). A votação deve ser acontecer ainda este ano, antes do recesso do Legislativo.

Informações: Daniele Mendes de Melo / Foto: Márcio Proença – PML