O Conselho de Turismo da Serra Catarinense – Conserra definiu na tarde desta segunda-feira (02) como prioridade número um, o início das operações do Aeroporto Regional, em Correia Pinto. \"Esta obra de infraestrutura será a principal porta de entrada dos turistas estrangeiros e de outras regiões do Brasil na Serra Catarinense\", comentou o presidente do conselho, empresário Eliseu Farias.

Uma força tarefa será montada envolvendo o Sistema Amures, entidades de classe, lideranças políticas e representantes do setor privado para uma audiência com o Secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler. A comitiva buscará saber do Estado, o que de fato está dificultando a liberação de início de operações comerciais no aeroporto.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Correia Pinto, José Carlos Mariano participou da reunião do Conserra e explicou que a obra já dura 18 anos e foram investidos mais de R$ 50 milhões e ainda não entrou em operação. Segundo ele, já estão prontas as obras do terminal de embarque e desembarque, pista de 1.840 metros e a casa de emergências do Corpo de Bombeiros, cujo caminhão foi emprestado ao aeroporto de Lages.

\"Outras obras como estação de geração de energia e pintura da pista com redução de resa que é uma margem de segurança que visa reduzir o risco de dano à aeronave em casos de pouso com toque antes da cabeceira e ultrapassagem da cabeceira oposta, também estão prontas\", afirmou José Mariano.

De acordo com Eliseu Farias, a intenção é remover um a um, cada obstáculo que impede o início de operação do aeroporto. Desde janeiro do ano passado, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – Infraero, administra o aeroporto e recebia mensalmente cerca de R$ 127 mil para administrar a estrutura, valor que foi reajustado para pouco mais de R$ 140 mil.

Na reunião do Conserra foi oficializado também, a participação da assessora de turismo da Amures Ana Vieira, no Conselho Estadual de Turismo; tratada uma proposta de encaminhamento de projetos da lei Rouanet e roteiros turísticos culturais; apresentado o projeto de um grande empreendimento turístico em Urubici denominado Altos da Serra e discutida demandas e necessidades de sinalizações turísticas para rodovias estaduais e federais da Serra Catarinense.

Informações: Imprensa Amures