Com objetivo de aproximar ainda mais as ações da CDL Lages com os vereadores do município, a entidade realizou em sua sede nesta terça-feira (18), um importante encontro para discutir temas centrais como: calçadas e passeios, despoluição visual e comércio ambulante.

O presidente da CDL Lages Marcos Tortelli e sua diretoria conduziram os temas com a participação do presidente da Câmara Vereador Vone Scheuermann, do vice-presidente vereador Amarildo Farias, do Líder de Governo, Vereador Gerson Omar dos Santos, e dos vereadores: Aida Hoffer, Bruno Hartmann, David Moro, Jair Junior, João Maria Chagas, Lucas Neves, Mauricio Batalha Machado, Samuel Ramos e Thiago de Oliveira.

Seguindo o cronograma dos assuntos da pauta, as leis das calçadas são de suma importância para a mobilidade urbana e o respeito pela acessibilidade, indo de encontro a reivindicação da CDL que busca também a inclusão social e a continuidade da revitalização e modernização de praças e ruas de nossa cidade, valorizando o comércio local. De forma unânime os diretores da CDL veem essa questão pública como urgente, e citaram exemplos de outras cidades catarinenses que já compartilham esta responsabilidade com os proprietários de imóveis e o poder público. O presidente da Câmara Vereador, Vone Scheuermann, se comprometeu em realizar na Câmara de Vereadores uma próxima reunião com a presença da CDL e do Secretário Municipal de Obras de Lages, João Alberto para tratar deste assunto.

Sobre a despoluição visual, diretores da CDL e vereadores elencaram um novo encontro para uma melhor análise pontual sobre o tema que resultará em leis que vão de encontro a uma cidade revitalizada e mais bonita.

O Presidente da CDL Lages, Marcos Tortelli, chamou a atenção para o tópico, do comércio ambulante, que também será tema de audiência na Câmara de Vereadores, no dia 5 de março, destacando: “precisamos de próximos e decisivos passos para avançarmos em soluções imediatas”, e completou: “Queremos deixar claro que não é uma questão de empresários contra ambulantes, nunca houve isso. A nossa maior preocupação sobre esse tema, é a sua regularização” disse ele, referindo-se aos diversos ambulantes que vendem seus produtos em vias públicas e em frente a lojas, de forma ilegal e sem nenhuma fiscalização.

Os participantes do encontro visualizaram fotos com diversas situações que mostram que os ambulantes utilizavam pontos públicos como praças, semáforos, calçadas, ruas e calçadões para venderem seus produtos sem notas fiscais. “O temas que tratamos hoje, são polêmicos, mas precisamos juntos discutir e apresentar rápidas soluções” comentou Marcos Tortelli.

Seguindo o mesmo tópico, outro comércio irregular apresentado, é o dos food trucks, que atualmente contam com mais de cem carrinhos espalhados pela cidade. Os Diretores da CDL levantaram pontos como, os perigos dos botijões de gás, a falta da vigilância sanitária nestes locais e a desvalorização de estabelecimentos que cumprem normas, leis e pagam regularmente seus impostos.

Segundo os Diretores, enquanto os empresários têm inúmeras exigências e uma rigorosa fiscalização, os food trucks exercem uma concorrência desleal incluindo a sonegação de impostos. “Por isso a importância de como representantes, empresários e gestores públicos, termos atitudes imediatas e igualitárias para todos”, destacou Marcos Tortelli.

Os diretores da CDL Lages, já confirmaram presença na audiência pública agendada para o dia 5 de março, às 19h na Câmara de Vereadores onde darão continuidade nas tratativas do tema do comércio ambulante, na cidade de Lages.