O governador Carlos Moisés da Silva, anunciou na final da tarde desta terça-feira (7 de abril, por intermédio do Decreto 550/2020, a prorrogação por mais cinco dias nas medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo Coronavírus, com o isolamento social nas atividades econômicas em alguns setores de Santa Catarina. Este documento oficial do Governo do Estado, altera o artigo 7º do Decreto 525/2020, e entra em vigor nesta quarta-feira (8 de abril). Novas medidas deverão ser anunciadas na segunda-feira (13).

Com isso, ainda estão suspensas em todo território catarinense as atividades e os serviços privados não essenciais, a exemplo de academias, shopping centers, bares, restaurantes e comércio em geral; os serviços públicos considerados não essenciais, em âmbito municipal, estadual e federal, que não puderem ser realizados por meio digital ou mediante trabalho remoto; a entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro; a circulação de veículos de transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros; e a circulação e o ingresso no território catarinense de veículos de transporte interestadual e internacional de passageiros, público ou privado, bem como os veículos de fretamento para transporte de pessoas.

Com relação aos eventos com aglomerações de pessoas como congressos, shows, missas, cultos religiosos, entre outros o governador disse que ainda não há como prever uma data para o retorno destas atividades.

Retorno das atividades da cadeia automotiva

O governador Carlos Moisés da Silva anunciou ainda, por meio de Portaria, a liberação de mais uma categoria do eixo econômico no Estado, a partir desta quarta-feira (8 de abril). Trata-se da chamada cadeia automotiva como: lojas concessionárias de veículos, lojas de venda e revenda de veículos (garagens), lava-carros, borracharias (localizadas dentro das cidades), locadoras de automóveis, mecânicas de automóveis, auto center, autoelétricas, lojas instaladoras e venda de acessórias de carros, lojas de varejo (automotivo), serviços de despachante, autoescola, inspeção veicular, lojas de tratores e implementos agrícolas.

Texto: Ari Junior

Foto: Divulgação Governo do Estado