Maria Blandina Medeiros Neder confeccionou luvas e cachecóis para serem enviados aos soldados brasileiros que lutaram na Europa. Hoje, ela produz máscaras para profissionais da saúde.

 

Prestes a completar 95 anos, Maria Blandina Medeiros Neder atuou como voluntária na produção de insumos para os brasileiros que participaram da Segunda Guerra Mundial e agora ajuda os profissionais da saúde no Rio de Janeiro na luta contra a Covid-19.

A falta de equipamentos de proteção individual para o sistema de saúde do Rio motivou um grupo de amigos para montar uma rede de voluntários que faz protetores faciais e máscaras de TNT para doação

Dona Blandina está entre os voluntários. \"Eu estava à toa em casa e queria ajudar de alguma forma. Estamos em um momento onde qualquer ajuda é bem-vinda então eu queria poder participar de alguma maneira\".

Durante a época da participação brasileira na guerra, a Dona Blandina tricotou luvas e cachecóis para os 25 mil brasileiros que fizeram parte da Força Expedicionária Brasileira (FEB), divisão que lutou junto com os aliados na Itália a partir de 1942.

Produzindo de casa

Além da Blandina, o projeto \"Ajude de Casa RJ\" coordenado pelas amigas Paula Lima, Simone Baffini e Marcia Andrade conta com cerca de 70 voluntários para a produção de máscaras e protetores faciais.

O grupo já ajudou 80 instituições de saúde e 21 secretarias municipais de saúde no estado do RJ. Ao todo já foram produzidos 30 mil protetores faciais, 12 mil máscaras de TNT e 30 mil máscaras cirúrgicas.

Por Deslange Paiva

Fonte G1