Presentear os pequenos com livros ajuda no desenvolvimento intelectual e ainda permite que eles que possam brincar enquanto aprendem novas palavras

No próximo dia 12 outubro é comemorado o Dia Nacional da Leitura. Na mesma data em que é celebrado o Dia das Crianças uma boa notícia, segundo a pesquisa "Retratos da Leitura no Brasil", divulgada em setembro, revelou que as crianças de cinco a dez anos estão lendo mais, diferentemente das demais faixas etárias. Em sua quinta edição, o estudo feito pelo Instituto Pró Livro em parceria com o Itaú Cultural mostra que o país perdeu 4,6 milhões de leitores adultos em quatro anos.

Alguns fatores explicam por que crianças dessa faixa etária estão com a leitura em dia. Segundo a doutora em educação Raquel Baeta, a descoberta do mundo da leitura acontece juntamente com o processo de alfabetização e letramento que ocorre exatamente nessa fase dos cinco aos dez anos. 

- O universo da literatura infantil desperta nas crianças a vontade e o desejo de aprender a ler com autonomia para entrar nesse mundo sem o intermédio do adulto, dialogar com as diferentes linguagens e ampliar sua visão de mundo - esclarece a professora.

Já a partir dos 11 anos, a leitura passa a ter menos presença no cotidiano escolar no qual os momentos são reduzidos às aulas de literatura que, normalmente, acontecem uma vez por semana.

- A partir da pré-adolescência as escolas começam a recomendar livros literários e o jovem deixa de escolher, porque os métodos mudam, incluindo a forma de lidar com a leitura junto às cobranças. 

A profissional sugere que as escolas ofereçam aos alunos com idade acima de 11 anos estratégias diferenciadas para que o ensino da literatura não se resuma a um processo teórico, mas seja um processo contínuo da construção do leitor literário, dando espaço e liberdade para os jovens fazerem suas escolhas. 

- Saber ler é uma oportunidade de contribuir para a transformação da sociedade - elucida Raquel Baeta.

NSCTOTAL