Aves foram resgatadas no litoral catarinense entre junho e agosto. Todas passaram por exames e receberam microchip de identificação.

Um grupo de 10 pinguins-de-Magalhães reabilitados foi solto nesta quarta-feira (14) na Praia do Moçambique, em Florianópolis.

 

De acordo com a Associação R3 Animal, as aves foram resgatadas entre junho e agosto no litoral catarinense. Todas passaram por exames e receberam microchip de identificação.

 

Este é o terceiro grupo a ser solto este ano desde meados de outono, que marca o início da temporada anual de migração dos pinguins desde a Patagônia, na Argentina.

 

Segundo a associação, essas aves que encalham nas praias catarinenses, na maioria, são indivíduos jovens, no primeiro ano de vida, que encaram pela primeira vez a viagem de migração.

 

Como são inexperientes, esses pinguins podem ter dificuldades em se alimentar, podem se perder dos bandos e ficam debilitados. Também há a possibilidade de serem capturados por equipamentos de pesca acidentalmente.

Reabilitação e solturas  

A espécie tem nome científico Spheniscus magellanicus. Essas 10 aves aves soltas nesta quarta foram resgatadas pelas equipes do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos e foram reabilitadas no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM/R3Animal), em Florianópolis.

Os outros dois grupos de pinguins soltos nesta temporada de 2020 foram libertos em 3 de agosto, com 20 animais levados ao mar, e 24 de agosto, com 13 indivíduos. Em 2019, segundo a associação, 67 pinguins foram reabilitados e soltos pelo projeto.

 

O que fazer se encontrar um pinguim encalhado:

 

Caso encontre um pinguim encalhado em uma praia, a associação orienta:

 

ligue no telefone 0800 642 3341 e a base mais próxima do projeto irá resgatar o animal; mantenha distância e afaste os animais domésticos, já que eles podem transmitir doenças aos pinguins; se possível, use uma toalha para conter o pinguim e coloque-o em uma caixa de papelão para mantê-lo aquecido. É preciso ter cuidado com o bico do animal; não alimente, não molhe, não coloque o pinguim no gelo e não o force a entrar na água. O animal pode estar cansado, desidratado ou com temperatura corporal baixa.

 

G1 SC