Não há problema em rir, mesmo durante uma pandemia. Na verdade, isso pode ser até positivo.

 

 

 

Todos ouvimos o ditado popular: “Rir é o melhor remédio”. Mas esse tipo de pensamento se aplica a algo tão sério quando estamos vivenciando uma uma pandemia global?

 

A maioria dos psicólogos diria que sim. O humor ajuda as pessoas a recuperar seu senso de poder em uma situação impotente e as ajuda a se conectar com outras pessoas — duas coisas que perdemos durante essa pandemia.

 

 

 

E, embora não exista nada de particularmente engraçado no que estamos passando, a ciência sugere que memes, vídeos malucos do TikTok e citações on-line podem ser exatamente o que precisamos para aliviar o medo, a ansiedade e a tristeza que estamos tendo que lidar diariamente.

 

 

 

Até a solidão, que se tornou tão esmagadora quanto a própria pandemia, ameaça dominar as pessoas todos os dias.

 

 

 

Claramente, precisamos de algo para aliviar a carga de estresse que estamos enfrentando. E o humor poderia ser exatamente o que o médico ordenou.

 

 

 

Como as pessoas se beneficiam de rir

 

 

Obviamente, a seriedade do COVID-19 não é motivo de riso. Infelizmente estamos vendo pessoas morrerem todos os dias. Ou ficando confinadas em ambientes médicos. Mas todos precisamos encontrar uma maneira de lidar com os perigos e as limitações que estamos enfrentando.

 

Para alguns, a resposta pode ser risada. De fato, o riso ativa importantes hormônios do bem-estar no cérebro, além de reduzir os hormônios que estão relacionados ao estresse, como o cortisol.

 

O riso também aumenta o número de células produtoras de anticorpos que temos trabalhando em nossos corpos. Além disso, aprimora nossas células T, que estão no centro da imunidade adaptativa e ajudam a personalizar nossa resposta imune. Tudo isso equivale a um sistema imunológico mais forte.

 

O bom-humor beneficia o estado físico e psicológico de uma pessoa. De fato, estudos mostram que o bom-humor tem a capacidade de aliviar a dor, melhorar as emoções positivas, regular o estresse, afastar o sofrimento e melhorar as comunicações interpessoais.

 

 

 

Há também uma liberação física que surge através do riso. É um tipo de sentimento de limpeza que afeta os indivíduos, tanto física quanto emocionalmente. A maioria das pessoas se sente muito bem depois de rir. Muitas pessoas relatam que sentem que um peso foi tirado de suas costas.

 

E, em um momento em que muita coisa está nos sobrecarregando, pode ser muito terapêutico envolver-se em atividades engraçadas e de boa índole, e esse também é papel do psicólogo.

 

Texto Psicóloga Thaiana F. Brotto