Todos os elementos de propriedade da prefeitura serão guardados em um barracão localizado próximo da Praça dos Bandeirantes, e passarão por revisão e reforma

     Conhecido como Dia de Reis, 6 de janeiro foi a data em que os três reis magos visitaram Jesus recém-nascido e levaram para ele presentes, celebrando sua vida e anunciando sua chegada ao mundo. Por isso, de acordo com os costumes cristãos, as famílias têm o hábito de desmontar a árvore de Natal e demais decorações natalinas em suas residências.

     Seguindo a tradição, a Prefeitura de Lages também iniciou a desmontagem da decoração natalina que foi instalada no Centro da cidade e também na avenida Luis de Camões, no bairro Coral. A expectativa é de que até a próxima sexta-feira (8 de janeiro) o trabalho esteja concluído.

     Cerca de 50% de toda a decoração foi locada, sendo os brinquedos instalados na praça João Costa de uma empresa de Joinville e o presépio que foi instalado ao lado da Catedral Diocesana de uma empresa de Tijucas. Estes serão recolhidos por seus respectivos proprietários.

     Os demais elementos que foram distribuídos nas ruas Correia Pinto, Nereu Ramos e Coronel Córdova, assim como o pinheiro de Natal da praça João Costa, são de propriedade da prefeitura.

     De acordo com o superintendente interino da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi, todos os elementos da prefeitura serão guardados em um barracão localizado próximo da Praça dos Bandeirantes, na avenida Marechal Floriano. “Temos uma equipe de manutenção que fará a revisão e reforma destes elementos ao longo do ano, para que sejam reaproveitados no próximo Natal. A cada ano aumentamos nossa decoração própria, até chegarmos ao momento de não precisar mais locar”, comenta Giba.

     A Fundação Cultural, responsável pela montagem e desmontagem da decoração, contou com o apoio das demais secretarias, como da Assistência Social, com seus artesãos, assim como da Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos que colaborou na instalação e fabricação própria de alguns elementos.