Em reunião virtual com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, sobre a crise mundial do milho que afeta diretamente os produtores catarinenses, a deputada Carmen Zanotto (Cidadania/SC) manifestou sua preocupação com o orçamento que será deliberado nesta terça-feira, 23, na Comissão Mista de Orçamento (CMO).

 

“Exatamente o que veio do governo será aprovado, não houve cortes. Mas ele é muito inferior ao orçamento da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) em comparação aos anos anteriores. Em 2019 foram R$ 2 bilhões, em 2020 R$ 1 bilhão, e agora são R$ 630 milhões. Com a crise do milho e a alta do dólar, logo precisaremos fazer um remanejamento de recursos”, sugeriu a parlamentar que é membro da Comissão.

 

Atualmente, a CONAB possui 600 toneladas de milho estocadas em Santa Catarina. No entanto, o consumo do agronegócio catarinense é muito superior, cerca de 19 mil toneladas por dia, 31 vezes mais do que o disponível para a compra, segundo dados do governo estadual.

 

A reunião, que contou com a participação da bancada federal catarinense, foi organizada pela secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, que solicitou formalmente o incremento nos estoques públicos de milho.

 

“Para nós do Sul, em especial Santa Catarina, o agronegócio depende do milho, o nosso consumo é muito grande”, reforçou a parlamentar.