Os médicos oftalmologistas José Luiz Branco Ramos e Léo Muller estiveram na Casa Legislativa na tarde de sexta-feira (18) falando sobre os mais de três mil tipos de problemas de visão. O convite para tratar do tema partiu do vereador Heron Souza (PSD). Também estiveram presentes as vereadoras Elaine Moraes e Suzana Duarte (ambas do Cidadania), os edis Gabriel Córdova (PSL) e Tio Zé (Podemos), e o presidente Gerson Omar dos Santos (PSD), que deu as boas-vindas e colocou o Poder Legislativo à disposição para colaborar nas tratativas com o poder público.

A explanação inicial foi do administrador da Sociedade Catarinense de Oftalmologia (SCO) e coordenador do projeto “Saúde dos Olhos”, Marco Aurélio Floriani. Segundo ele, “80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados com exames precisos, diagnósticos e tratamentos adequados à cada tipo de problema”, declarou.

José Luiz Branco enfatizou os cuidados e atenção que devem ser dadas às crianças e reforçou as parcerias a serem desenvolvidas pensando na saúde ocular. “A visão é um estímulo neurológico. Do nascer até os oito anos é possível identificar e corrigir uma série de problemas, por isso, precisamos da parceria das diversas áreas da saúde e treinar profissionais da educação, uma vez que a falta de rendimento na escola pode estar ligada à visão. Os professores podem contribuir muito percebendo este aspecto”, disse o médico.

Para Léo Muller, o mais importante é unir forças para ajudar quem precisa. “Queremos fazer algo que nos proporcione devolver à cidade um pouco do tanto que já nos deu. Alguns profissionais oftalmologistas se dispõem a atender demandas de forma gratuita, mas para isso precisamos dar sequência no programa e contar com parcerias focadas na importância com a saúde, segurança e confiabilidade nos procedimentos.

Para conscientizar e ajudar a entender mais do assunto, a SCO desenvolveu cartilhas retratando causas, tratamentos, cuidados, números e outras questões técnicas. Mais informações estão disponíveis em:     https://www.sociedadesco.org.br/