“Em épocas de calor intenso, aranhas, escorpiões, lagartas, cobras e outros animais peçonhentos se reproduzem em maior escala. Essa proliferação aumenta o risco de incidentes com seres humanos, e a população deve ficar atenta a isso”. O alerta é da gerente regional de Saúde, Beatriz Montemezzo, que vem acompanhando vários casos oriundos de toda a região. Segundo ela, nas últimas semanas, o número de incidentes aumentou consideravelmente, e isso deve servir de alerta. Os animais peçonhentos costumam abrigar-se em locais escuros e úmidos. Terrenos com grama alta e lixo acumulado, por exemplo, representam o habitat perfeito para a proliferação. Os locais que se encontram em tal estado devem ser limpos o mais rápido possível, mediante o uso de botas e luvas de borracha. Quem sofre uma picada deve lavar o local com água e sabão e dirigir-se imediatamente a unidade de saúde mais próxima. “Algumas pessoas fazem o tratamento em casa, utilizando métodos que podem agravar o problema. O correto é procurar atendimento adequado nos hospitais ou postos de saúde”, diz Beatriz. A Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza soros para qualquer veneno. O material é armazenado na gerência regional de Saúde, e a distribuição é feita mediante solicitação das secretarias municipais. Informações Fábio Ramos / Assessor de Imprensa da SDR Lages