O empresário Edésio Forbici (Fogão Peças), um dos idealizadores e líderes do projeto da Via Gastronômica, nos repassa informação importante. Diz ele que o Governo do Estado aprovou, via Celesc, o projeto para a implantação da fiação subterrânea ao longo da Rua Emiliano Ramos (ao custo de R$ 1,2 milhão), além de outras importantes ruas e praças no centro da cidade como trecho da Rua Correia Pinto, Aristiliano Ramos (antiga Magnetron), Caetano Vieira da Costa (da Pádua até o Bradesco) e Fausto de Souza (do Cartório Iara até o Posto Central) - com custos de mais R$ 3 milhões - totalizando R$ 4,2 milhões em investimentos. Forbici disse que o projeto foi apresentado à CELESC na ACIL,  no, em  conjunto com a  CDL de Lages e pelo SEBRAE (que assessora os trabalhos da Via Gastronômica e do Shopping a Céu Aberto). E que o Diretor da CELESC, lageano José Carlos Oneda, foi fundamental para os devidos trâmites do projeto internamente na CELESC e para a aprovação do mesmo. Resta saber agora quando será assinado o convênio para a referida obra e quem ficará responsável pela mesma. E também quando isso deverá acontecer, o que, de acordo com Edésio, não deve  demorar a acontecer. Loreno Siega - Revista Visão