A Ministra de Relações Institucionais,  Ideli Salvatti,  confirmou na noite desta quarta-feira (29/02)  ao presidente da Amures, prefeito de Urupema,  Amarildo Gaio, a liberação do primeiro lote de emendas pendentes desde 2007. A reunião que discutiu as pendências de emendas aconteceu no gabinete da ministra, no Palácio do Planalto,  em Brasília. E  teve a participação de nove prefeitos da Serra Catarinense. Segundo levantamento dos nove prefeitos que participaram da audiência,  há mais de R$ 5,9 milhões bloqueados, dinheiro destinado por deputados federais e senadores que deveria estar na conta dos municípios. Pelo que informou Amarildo Gaio, grande parte desses recursos são para pagamento de obras em execução. “Há inclusive obras concluídas com recursos próprios de empresas privadas e aguardam o desembolso do governo para recompor o caixa”, frisou o presidente da Amures à senadora. No final da audiência a ministra chamou o chefe de gabinete e determinou o pagamento imediato de parte das emendas. Na próxima semana mais um lote será quitado e a previsão é que em 60 dias a pauta das emendas esteja limpa. O que animou os prefeitos é que a ministra se comprometeu de por em dia as emendas antes do início do período eleitoral. “Do contrário a liberação deste dinheiro será feita só ano que vêm e mais obras públicas ficarão encalhadas”, frisou Amarildo Gaio. EMENDAS PENDENTES DE OITO MUNICÍPIOS:  Capão Alto (2007, 2008, 2009 e 2010) - Valor total: R$ 843 mil Cerro Negro (2007, 2008, 2009 e 2010) - Valor total: R$: 983 mil São José do Cerrito (2007, 2008, 2009 e 2010) - Valor total: R$ 683 mil Urubici (2008, 2009 e 2010) - Valor total: R$ 548 mil Rio Rufino (2009 e 2010) - Valor total: R$ 218 mil Anita Garibaldi (2007, 2008, 2009 e 2010)  - Valor total: R$ 800 mil Bom Retiro (2008, 2009 e 2010) - Valor Total: R$ 600 mil Campo Belo do Sul (2007, 2008, 2009 e 2010) - Valor total: R$ 800 mil Enviado por Oneris Lopes - Asses. de Imprensa da Amures - Foto: Dayana Nunes