Na Serra Catarinense, com aproximadamente seis mil metros quadrados de área construída e 48 apartamentos com infraestrutura característica de um hotel de luxo 

 

Nesta quarta-feira (28 de abril), o prefeito de Lages, Antonio Ceron, e de Capão Alto, Tito Freitas, na companhia dos secretários do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages, Álvaro Mondadori (Joinha), e da Agricultura e Pesca, Thiago Cordeiro, visitaram o Hotel Fazenda Cerro Azul, recepcionados pelos seus proprietários, Elvio Francisco Presa e Soraia Taufenbach Presa, do grupo Sforza Construtora e Incorporadora, de Blumenau. Participaram do encontro, ainda, o secretário da Indústria, Comércio e Infraestrutura de Capão Alto, Jaisson Moraes, e os gerentes de Turismo do Município de Lages, Henrique Beling e Matheus Cardoso. 

O Hotel Fazenda Cerro Azul é o mais novo equipamento turístico na região da Coxilha Rica, e está em construção na localidade Vigia (Capão Alto), acesso à Coxilha, à margem da rodovia SC-390. O empreendimento será inaugurado em julho deste ano com mais de 48 apartamentos de altíssimo padrão. 

As obras do Hotel estão em fase de acabamentos. Estão em andamento o paisagismo na parte externa e a montagem de todo o mobiliário para os apartamentos e demais cômodos, a exemplo de salão, cozinha, recepção, quadra de tênis, piscina, sauna, quadra de futebol, salão de beleza, hidromassagem, bar, adega e sala para eventos. 

A escultura, intitulada O Tropeiro e sua Mula, em homenagem ao Caminho das Tropas, produzida pelo artista plástico lageano, João Batista, foi instalada na frente do Hotel, decorando o espaço. Parte dos quatro novos murais elaborados pelo artista plástico, Jean Tomeddybde, de Blumenau, a serem expostos nas dependências internas do Hotel, está concluída e a outra está em fase de finalização. Os temas escolhidos refletem a história da Coxilha Rica: Caminhos das Tropas, Noiva Prometida à Espera do Tropeiro, Animal Zebu da Fazenda e Animais Nativos (curucaca, veado campeiro, leão baio e águia real). 

Os prefeitos Ceron e Tito Freitas parabenizaram os empresários pelo projeto turístico que deverá impactar economicamente os municípios Capão Alto e Lages, estrutura singular na região. “Com certeza será um dos principais hotéis fazenda de Santa Catarina. O setor de Turismo vive um momento de novos investimentos na região serrana, além de novas empresas estarem em processo de instalação, promovendo um cenário de crescimento e novas perspectivas econômicas e comerciais para a Serra Catarinense”, analisa o prefeito Antonio Ceron. 

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages, Álvaro Mondadori (Joinha), evidencia que, “estamos diante de um investimento de efeitos incalculáveis para a Serra Catarinense, é inigualável, sem dúvida. O Hotel vem consolidar o destino turístico da Coxilha Rica com seus encantos e sua história, o Caminho das Tropas, casarões centenários e cavalgadas. Um marco na SC-390, promovendo um salto na qualidade, receptivo e nas oportunidades para novos eventos e projetos na grandiosa Coxilha Rica”. 

 

Conheça mais sobre o Hotel Cerro Azul 

 

Os proprietários Elvio Francisco Presa e Soraia Taufenbach Presa, do grupo Sforza Construtora e Incorporadora, de Blumenau, são os investidores do projeto na Coxilha Rica em Lages, o Hotel Fazenda Cerro Azul. Um Hotel na Serra Catarinense com aproximadamente seis mil metros quadrados de área construída e 48 apartamentos com infraestrutura característica de um hotel de luxo - dois restaurantes, lareira, bar, adega, sala de leitura, pub, academia, piscina coberta, spa, sala de jogos, auditório para eventos corporativos e até um heliponto. São dois restaurantes que atenderão as refeições de almoço e jantar, com opções de desjejum, coffee break para os eventos, café colonial à tarde e pizza. 

 

Lages e o turismo rural 

 

A Coxilha Rica, com seus 100 quilômetros de extensão e 100 quilômetros quadrados de área, é um patrimônio histórico e cultural da Serra Catarinense. E, além da sua riqueza histórica, se distingue e se destaca na pecuária, cultivo de soja e plantio de madeira (reflorestamento de pinus). 

O turismo é uma atividade dinâmica e envolve o associativismo dos empresários em prol do desenvolvimento econômico, através dos seus produtos. A rede hoteleira também se sobressai por causa de seus três mil leitos disponíveis em Lages, com 38 meios de hospedagem, e mais de 50 opções, entre restaurantes, cafeterias e bares. 

Ressalte-se o primeiro hotel fazenda do país, o Hotel Fazenda Pedras Brancas, incluído neste conjunto e movimento nos quais se encontram o Hotel Fazenda Boqueirão, Pousada Refúgio do Lago e Pousada Rural do Sesc, e novas fazendas que começam a receber o público de turistas na Coxilha Rica, como Rio Bonito, São João, Rancho Amigo, São José da Boa Vista e Tijolinho. Bem como investimentos no entorno da Coxilha Rica em função do novo asfalto de 27 quilômetros, que começam a operar, corresponder às expectativas de turistas e aquecer a economia local e regional. 

Texto: Henrique Beling 

Fotos: Greik Pacheco e Toninho Vieira